Talvez o nome “microssono” não lhe seja muito familiar, mas certamente você já o teve: são aquelas famosas pescadas que damos quando estamos com muito, muito, MUITO sono! Você até tenta manter a concentração na aula ou no trabalho, mas quando menos espera você de repente acorda e nem sente que dormiu. Quanto tempo será que durou? Alguém reparou? Bem, para a segunda pergunta não temos uma resposta, já para o tempo...

Geralmente, o microssono costuma durar poucos segundos, mas pode se estender por alguns minutos dependendo do seu cansaço. A explicação para esse fenômeno não é muito clara, mas os cientistas acreditam que o cérebro chega a um limite suportável de experiências sensoriais e realmente precisa de um tempo para se reorganizar.

Para você se lembrar do sono, é necessário que ele dure mais do que um ou dois minutos. Por isso, muitas vezes acorda de um microssono sem saber se passaram segundos ou décadas, já que o registro da duração sequer foi registrado pelo cérebro – afinal, o que o órgão menos quer é mais informações a serem computadas.

SonoCansaço extremo gera as "pescadas" de sono

Perigo do microssono

Em Cingapura, um laboratório tentou analisar o que acontece no cérebro das pessoas que experimentam o microssono. Voluntários ficaram mais de 22 horas acordados e depois foram colocados em câmaras escuras para terem o órgão escaneado. A instrução, entretanto, era de que elas não podiam dormir – isso depois de quase um dia inteiro em alerta e em um sala escura!

Quando o microssono acontecia, o cérebro mostrava uma menor atividade no tálamo, que é a região que controla o sono. Porém, havia uma explosão de atividades nas áreas ligadas às sensações e à atenção, mostrando que o próprio órgão luta para se manter acordado e ativo!

Enquanto o microssono pode ser apenas desagradável no escritório ou na escola, ele se torna um grande perigo nas estradas: acredita-se que ele seja o responsável por mais de 1,5 mil mortes todos os anos apenas nos Estados Unidos! Com o passar das horas ao volante, a quantidade de microssonos aumenta, juntamente com o risco de acidentes fatais.

Dormir ao volanteSe estiver com sono, o ideal é parar e descansar

Para fazer com que o microssono acabe, não tem outro jeito: basta um sono de verdade. Vá se deitar e deixe com que seu cérebro volte ao ritmo normal de funcionamento. Caso isso não acontece entre 7 a 9 horas (o tempo ideal de sono, segundo especialistas), você deve procurar um médico e relatar problemas na recuperação do seu corpo durante a noite.