Por que temos pesadelos?
59
Compartilhamentos

Por que temos pesadelos?

Último Vídeo

Ter pesadelos é uma coisa estranha, e não raramente o conteúdo desse tipo de sonho nos deixa assustados e nos assombra de novo ao longo do dia. Esses sonhos ruins acontecem durante o estágio do sono em que há o movimento rápido dos olhos, o sono REM.

Geralmente, o corpo passa por quatro a seis ciclos de sono por noite, e o estágio REM fica mais longo a cada ciclo passado. Pesadelos tendem a ocorrer durante o último terço de sono da noite.

Felizmente, pesadelos acabam não sendo um grande problema, na maioria das vezes. Por outro lado, 5% das pessoas adultas têm casos de pesadelo clínico, quando os sonhos são muito graves ou frequentes.

Dos adultos, 85% vivenciam pesadelos normais, e 8 a 29% das pessoas dizem que têm pesadelos repetitivos uma vez por mês – esse índice cai para 2 a 6% de pessoas que têm pesadelos que se repetem uma vez por semana.

Por quê?

pesadelo

Isso pode acontecer por motivos que vão desde o estresse cotidiano até algum evento que causou trauma – pesadelos recorrentes são um sintoma comum do estresse pós-traumático.

No caso de pesadelos mais comuns, eles podem ser causados por algum filme de terror e, inclusive, pelo que escolhemos comer nas horas que antecedem nossa ida à cama – doces, por exemplo, são uma má escolha para quem não quer ter pesadelos, sabia?

A relação entre comer pouco tempo antes de ir dormir e ter pesadelos está no fato de que isso aumenta o metabolismo e a temperatura corporal. Tudo isso acaba fazendo com que a atividade cerebral fique maior durante o sono REM, provocando mais sonhos e aumentando as chances da ocorrência de pesadelos.

Tem mais

pesadelos

Um estudo realizado pela Universidade da Tasmânia fez testes adicionando molho de mostarda e de Tabasco nos jantares de homens jovens e saudáveis. Os condimentos picantes elevaram a temperatura corporal dos participantes durante o primeiro ciclo de sono, fazendo com que as pessoas ficassem mais tempo acordadas e demorassem mais para passar do estado completamente acordado para o sono efetivo.

Outra pesquisa mostrou que, além de alimentos picantes, fast-food, sorvete e doces em geral também desencadeiam mais ondas cerebrais, fazendo com que as chances de pesadelos sejam maiores.

Algumas pesquisas já mostraram que até mesmo a posição em que dormimos parece interferir na frequência de pesadelos. Nesse sentido, quem dorme virado para o lado esquerdo tem mais chances de ter sonhos ruins do que quem dorme para o lado direito – dormir de bruços aumenta as chances de termos sonhos mais carregados emocionalmente. 

*Publicado em 23/11/2017

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.