Estão falando por aí que um asteroide vai acertar a Terra em fevereiro
1.211
Compartilhamentos

Estão falando por aí que um asteroide vai acertar a Terra em fevereiro

Último Vídeo

Caso você não esteja sabendo, no dia 4 de fevereiro, um asteroide com diâmetro estimado entre 500 metros e 1,2 quilômetro se aproximará do nosso planeta — e é óbvio que já começaram a circular boatos de que existe uma conspiração para esconder a verdade da humanidade e que a rocha espacial vai nos acertar em cheio e dizimar a vida no planeta. Mas, não tema, caro leitor, pois a chance de que o pedregulho nos atinja é zero.

De acordo com Calla Cofield, do site Space.com, o asteroide é conhecido pela sigla 2002 AJ129 e vem sendo monitorado pelos astrônomos há quase 15 anos. Os cientistas já traçaram sua órbita e sabem exatamente qual será a trajetória do pedregulho e, durante sua aproximação no dia 4, ele passará a próximos — mas confortáveis — 4,2 milhões de quilômetros de distância de nós, isto é, o equivalente a mais ou menos 10 vezes a distância que existe entre a Terra e a Lua.

Visitante

Mas não pense que porque o 2002 AJ129 não vai tirar uma fina do nosso planeta sua passagem será insignificante! Essas aproximações são sempre bem-vindas pelos astrônomos, uma vez que eles aproveitam a oportunidade para fazer uma porção de medições, estudos e levantamentos.

Asteroide 2002 AJ129 Essa é a órbita do 2002 AJ129 (Space.com/NASA/JPL-Caltech)

E tem mais uma coisinha: o asteroide não vai trombar conosco dessa vez e, até onde os cientistas calcularam, nem pelos próximos 100 anos. No entanto, segundo Calla, o 2002 AJ129 vem regularmente para os lados do nosso planeta e foi catalogado pelo pessoal da NASA como sendo “potencialmente perigoso” — classificação dada a qualquer rocha espacial com mais de 140 metros de diâmetro e cuja órbita a aproxima a menos de 7,5 milhões de quilômetros  da Terra.

Vale lembrar que, embora o 2002 AJ129 esteja no radar dos astrônomos há algum tempo, vira e mexe eles descobrem rochas espaciais que passam muito mais perto do nosso planeta do que esse asteroide vai passar daqui a alguns dias. Quinta-feira passada (18), por exemplo, um objeto do tamanho aproximado de um carro e que não havia sido catalogado ainda passou a 34,6 mil quilômetros da Terra, e na sexta (19) outro pedregulho de dimensões similares ou um pouco maior passou por nós a uma distância de pouco mais de 280 mil quilômetros.

Nenhuma dessas duas rochas causou problemas para nós, terráqueos, mas uma delas — batizada de 2018 BD — passou a uma distância onde alguns satélites de comunicação e GPS se encontram em órbita e podia ter colidido com um desses equipamentos. Portanto, é bom ter em mente que, apesar de a maioria dos objetos que se aproximam ou passam raspando por nós não oferecer grande risco, é bom que os cientistas fiquem de olho no céu.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.