Condição rara divide o corpo dessa mulher em dois tons de pele
232
Compartilhamentos

Condição rara divide o corpo dessa mulher em dois tons de pele

Último Vídeo

Você já imaginou a possibilidade de ser duas pessoas em um só corpo? Essa é a realidade de Taylor Muhl, cantora e modelo californiana que foi diagnosticada aos 20 anos de idade com uma condição rara.

A parte visível é uma marca mais escura em um dos lados de sua barriga, mas o problema vai muito além disso. Até os 8 anos de idade, ela não sentia incômodo algum, tanto que só percebeu que aquilo não era o normal após uma apresentação de dança em que viu a barriga de outras crianças. Durante a adolescência, os problemas começaram a aparecer. Ela ficava doente frequentemente, e nenhum médico conseguia saber o porquê. Após muitos anos e exames, a causa foi descoberta: o quimerismo.

Pessoas chamadas de quimeras são formadas quando dois óvulos são fertilizados ao mesmo tempo, o que inicialmente daria origem a gêmeos. O que acontece é que nos primeiros dias de gestação eles se fundem, criando um feto único com dois DNAs diferentes. Isso desenvolveu nela uma doença autoimune, que é a fonte de seus maiores problemas. Ela é sensível a vários alimentos e medicamentos e tem reação alérgica a quase tudo. Como exemplo, o lado de sua "irmã gêmea” pode usar qualquer tipo de piercing; já o seu lado precisa de brincos de ouro, pois qualquer outro metal causa alergia.

Por trabalhar como modelo, ela sempre escondeu sua condição, com receio de que pudesse perder oportunidades, até que decidiu falar sobre seu problema após outra exaustiva baterias de exames. “Esse tempo todo vi isso como um obstáculo, mas ao invés disso preciso encarar como um presente. Nasci assim e, se posso fazer o bem com isso e ajudar outras pessoas não diagnosticadas, ou mesmo divulgar uma visão mais positiva do corpo na indústria do entretenimento, por que não?”.

Através dessa divulgação e da continuidade do trabalho como modelo, ela pretende criar uma fundação de apoio ao quimerismo e a doenças autoimunes, promovendo a ideia de que beleza não tem somente uma definição.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.