Gatos são considerados pragas em cidade da Nova Zelândia que quer bani-los
01
Compartilhamento

Gatos são considerados pragas em cidade da Nova Zelândia que quer bani-los

Último Vídeo

Nós aqui do Mega já mostramos que os gatos são extremamente fofos e adoráveis, mas, mesmo assim, nem todo mundo é fã dos bichanos. O pequeno vilarejo de Omaui, no sul da Nova Zelândia, pode ser a primeira banir completamente os gatos de seu território!

O mais bizarro é que, atualmente, existem apenas 7 ou 8 gatos por lá, que convivem pacificamente com os 35 humanos. Porém, o centro de controle de pragas local pretende acabar com a raça dos gatos por lá: a ideia é preservar o bioma local, o que não inclui os gatinhos.

Os que já moram por lá não precisam ter medo, já que não serão despejados e nem terão que achar uma nova cidade para chamar de sua. Porém, eles terão que ser castrados, registrados e microchipados. Ainda assim, depois que morrerem, eles não poderão ser substituídos por novos indivíduos.

gatoGatos são considerados pragas em Omaui

“Há gatos entrando na mata, atacando pássaros nativos, caçando insetos e répteis, todo tipo de coisa”, declarou Ali Meade, gerente de biossegurança. Segundo ela, não existe nada pessoal contra os gatos, apenas uma preocupação em manter as espécies de lá livres dessa “praga”.

Para sustentar essa ideia, dados mostram que, anualmente, os bichanos domésticos são responsáveis pela morte de 4 bilhões de animais selvagens – mas nos EUA. Já na Austrália, gatos selvagens colocam em risco de extinção algumas espécies de répteis. Defensores dos peludos garantem que o problema – mundial, diga-se de passagem – é o fato de a sociedade tratar os gatos como animais soltos. Se eles ficassem presos dentro de casa, não ofereceriam risco à fauna e à flora de nenhum local.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.