Cientistas estão testando microagulhas que se dissolvem nos olhos
Seja o primeiro a compartilhar

Cientistas estão testando microagulhas que se dissolvem nos olhos

Último Vídeo

Na busca por uma solução para tratar doenças oculares crônicas de forma mais eficiente e com menos dor, cientistas estão desenvolvendo uma espécie de adesivo contendo microagulhas que se dissolvem em contato com os olhos. O adesivo é posto sobre o olho, como uma lente de contato e, após retirado, deixa as microagulhas presas no órgão, que vão se decompondo em contato com o líquido da córnea.

O novo método seria a solução para pacientes que possuem enfermidades que, devido à gravidade, necessitam tomar injeções diretamente no olho. As microagulhas também são mais eficientes que os remédios em gotas, pois a droga é concedida aos poucos, favorecendo uma ação mais prolongada, enquanto que, nas medicações em gotas, apenas cerca de 5 por cento da droga é absorvida.

Adesivos com microagulhas já têm sido utilizados por humanos, sobre a pele, na aplicação de vacinas, anestesias locais e drogas antidiabéticas. Entretanto, quando testados nos olhos, as microagulhas carregavam o medicamento, que era liberado de forma instantânea no globo ocular, não conseguindo ser totalmente absorvido. Desta vez, o biólogo Peng Chen e sua equipe desenvolveram microagulhas que penetram na córnea e introduzem a droga à medida que se dissolvem.

Embora o método seja promissor, no momento, o adesivo tem sido testado apenas em ratos. De acordo com Chen, há ainda muito trabalho a ser feito, já que as microagulhas precisam ser dimensionadas de forma a se adequar ao formato, densidade e tamanho de um olho humano.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Cientistas estão testando microagulhas que se dissolvem nos olhos via TecMundo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.