Como uma cidade australiana está salvando seus rios da poluição
499
Compartilhamentos

Como uma cidade australiana está salvando seus rios da poluição

Último Vídeo

A poluição dos rios e oceanos é um problema que tem ganhado cada vez mais atenção da comunidade internacional e, infelizmente, parece longe de ser totalmente resolvido. As consequências negativas não impactam somente a vida dos seres humanos, mas interferem diretamente na sobrevivência de espécies fluviais e marítimas em todo o mundo. Por sorte, algumas iniciativas estão conseguindo contornar essa questão de maneira eficaz, e uma delas nós iremos apresentar a seguir:

Kwinana é uma cidade australiana de 39 mil habitantes — localizada a 3,5 mil quilômetros da capital do país, Camberra.

Ela ganhou repercussão internacional ao conduzir, com muito sucesso, um projeto que visa reduzir o lixo que é lançado em seus rios.

Em março de 2018, foram instalados sistemas de contenção de resíduos sólidos em tubos de drenagem localizados em uma área residencial da cidade.

Grandes redes fixadas na saída desses canais de esgoto começaram a capturar os detritos e impedir que eles seguissem o curso da água. 

Os materiais presos nas redes, depois de um tempo, são retirados e levados para um centro de triagem de lixo.

Em 4 meses, o resultado já era evidente: cerca de 370 quilos de resíduos sólidos deixaram de ser despejados nas águas dos rios.

Um dos maiores temores era de que animais ficassem presos às redes — o que, felizmente, até agora não aconteceu.

Segundo a prefeitura da cidade, a fabricação e a instalação das redes custaram cerca de US$ 20 mil ao município.

Os ganhos dessa iniciativa, no entanto, são incalculáveis e mostram que simples iniciativas podem produzir grandes resultados.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.