5 lugares no Sistema Solar que podem conter vida alienígena

5 lugares no Sistema Solar que podem conter vida alienígena

Último Vídeo

A possibilidade de encontrar vida fora da Terra sempre instigou o imaginário humano. A primeira missão espacial que buscou sinais extraterrestes aconteceu em 1979. O programa Viking, conduzido pela NASA, chegou a enviar sondas gêmeas para Marte, em busca de indícios. A missão, na época, acabou não trazendo resultados.

Em resumo, cientistas observam três principais requisitos para a existência de vida fora de nosso planeta: água em forma líquida, matéria orgânica e uma fonte de energia.

Com custos altos e sob o risco de contaminar outros planetas com micróbios terrestres, as pesquisas nesse âmbito da exploração espacial caminham a passos lentos e se resumem ao envio de sondas que orbitam os corpos celestes. 

Os indícios observados, no entanto, são vários – por isso, trouxemos uma lista de cinco lugares no Sistema Solar que apresentam elementos para a existência de vida fora da Terra:

1 – Marte

Este ano foi agitado para o planeta: em julho, cientistas identificaram moléculas complexas de carbono, classificadas como matéria orgânica. Elas foram encontradas em pedaços de lama solidificada, formadas há cerca de 3,5 bilhões de anos. O material foi recolhido em 2015, no que costumava ser o leito de um grande lago: a cratera Gale.

Outra descoberta que entusiasmou os cientistas foi a constatação da existência de um grande lago sob uma calota de gelo em Marte. Pesquisadores italianos anunciaram a detecção de um reservatório subterrâneo com quase 20 quilômetros de extensão em junho deste ano. 

Embora não sejam provas definitivas, são dois pontos na escala de elementos indispensáveis à vida para Marte! 

2 – Europa

Estamos falando de uma das luas de Júpiter, e não do continente! Embora ela seja menor do que a Terra, cientistas estimam que o mar que a envolve contém um volume de água duas vezes maior do que nossos oceanos. A existência de água sob sua crosta de gelo é o que coloca esse satélite na lista de lugares extraterrestes “mais habitáveis” no Sistema Solar. 

3 – Encélado

Seguimos agora para um dos satélites de Saturno. A 500 quilômetros de distância do planeta, Encélado também é uma lua coberta por uma crosta de gelo. Em 2015, cientistas descobriram um grande oceano salgado sob suas calotas. Assim como Marte, esse satélite apresentou – em pesquisas mais recentes – material orgânico complexo, composto de carbono. Anteriormente, metano e outros elementos orgânicos mais simples já haviam sido detectados na sexta maior lua de Saturno. 

4 – Titã

Integrando a lista de possíveis concorrentes a apresentarem vida fora da Terra, está outra lua de Saturno: no caso, a maior delas. Chamada de Titã, essa é  na verdade  a segunda maior lua do Sistema Solar, com o dobro do tamanho da nossa. Esse satélite é o único local, além do planeta Terra, que apresenta massas líquidas estáveis em sua superfície.

No entanto, seus rios, lagos e até mesmo oceanos não são compostos por água, mas sim por metano. O elemento, gasoso na nossa atmosfera, acaba ficando líquido sob as temperaturas de -179 ºC. Cientistas especulam que, embora diferente da vida em nosso planeta, o satélite pode abrigar outras formas, ainda semelhantes às terrestres, que poderiam usar o metano líquido como solvente no lugar da água. 

5 – Ganímedes

Maior satélite do Sistema Solar, Ganímedes é uma das luas de Júpiter. Em 2015, o telescópio espacial Hubble confirmou a existência de um oceano salgado sob seus mais de 150 quilômetros de crosta gelada. Cientistas acreditam que este teria uma massa seis vezes maior de água do que o do nosso planeta – o que renderia ao satélice o título de objeto com mais água do Sistema Solar. A descoberta aconteceu por meio da observação do comportamento das auroras, fenômeno similar ao que acontece na Terra. 

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.