Caminhão de lixo espacial é aprovado em mais um teste maneiro
182
Compartilhamentos

Caminhão de lixo espacial é aprovado em mais um teste maneiro

Último Vídeo

Desde o momento em que o homem colocou o primeiro satélite no espaço, em 1957, com o Sputnik 1, milhares de toneladas de materiais já saíram de nosso planeta rumo ao infinito – algumas peças, porém, acabaram ficando pelo caminho. Satélites inativos, partes de espaçonaves e lixo espacial formam uma grande “nuvem” de detritos em órbita da Terra. Estima-se que 8,4 toneladas de lixo estejam em nossa vizinhança, incluindo os fragmentos menores.

O programa RemoveDEBRIS está desenvolvendo uma espécie de caminhão de lixo espacial, que visa recolher o maior número possível de objetos antes de ser recolocado em órbita para queimar na atmosfera terrestre. O vídeo abaixo mostra uma das primeiras vezes em que o arpão foi testado no espaço, para ver se ele realmente funcionaria como o esperado. Confira:

E não é que deu certo? O vídeo em câmera lenta mostra o arpão saindo a 20 metros por segundo e capturando o lixo espacial. Esse é o terceiro teste da RemoveDEBRIS, que já havia conseguido identificar os detritos com seu sistema de navegação e também usar uma espécie de rede para capturar mais objetos.

Agora, só falta testar a entrada na atmosfera, programada para o mês que vem, para provar que o caminhão de lixo espacial é um projeto viável e que pode ser colocado em prática. Atualmente, os detritos maiores oferecem perigos, principalmente no caso de satélites inativos, que podem atingir aparelhos em operação ou até mesmo espaçonaves. Em 2009, um equipamento dos Estados Unidos colidiu com um satélite inativo da Rússia, criando mais um monte de pedaços menores em nossa órbita. Ao menos o russo estava fora de uso. Já pensou se gera uma nova tensão?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.