Descoberto antigo ancestral das baleias com cauda poderosa e 4 patas
85
Compartilhamentos

Descoberto antigo ancestral das baleias com cauda poderosa e 4 patas

Último Vídeo

O curioso animal da ilustração acima, criada a partir da descoberta de um fóssil no Peru, era um mamífero dotado de quatro patas, membranas que ligavam seus dedos e uma cauda poderosa que guardava semelhanças com as das atuais lontras e dos castores. A criatura tinha por volta de 4 metros de comprimento – do focinho à ponta do rabo –, estava completamente adaptada para viver tanto na terra como na água e, o mais interessante, é que ela evoluiu até dar origem às imensas baleias que conhecemos hoje em dia.

(Reprodução / IFLScience! / Alberto Gennari)

Ancestral esquisitão

O fóssil – composto pelas mandíbulas superior e inferior, destes, escápula, fragmentos do esterno, pelve, partes das patas dianteiras e traseiras, costelas e vértebras – foi encontrado durante escavações realizadas em 2011, em um local conhecido como Playa Media Luna, banhado pelo Pacífico. Os ossos pertencem a um mamífero que viveu há mais de 42 milhões de anos e que era capaz de caminhar sobre as 4 patas e também de nadar, e que provavelmente usava a cauda para a realização de manobras sob a água.

(Reprodução / IFLScience! / Alberto Gennari)

Esta não é a primeira vez que paleontólogos descobrem fósseis de antigos ancestrais quadrúpedes das baleias, mas nunca se havia encontrado um exemplar tão completo fora do Paquistão e da Índia. Além disso, a criatura encontrada no Peru representa uma nova espécie – batizada de Peregocetus pacificus, que significa “baleia viajante que chegou ao Pacífico” – e consiste em um achado e tanto, já que permitirá que os cientistas possam compreender melhor como se deu a evolução das baleias.

(Reprodução / Science Magazine / Alberto Gennari)

Segundo indicam os registros fósseis, as primeiras baleias surgiram por volta de 50 milhões de anos atrás, no sul da Ásia, a partir de pequenos mamíferos terrestres que começaram a se adaptar e a passar cada vez mais tempo na água. Mais tarde, essas criaturas passaram a se aventurar até o litoral do norte da África e do Continente Americano – locais onde outras ossadas também já foram encontradas.

(Reprodução / IFLScience! / Alberto Gennari)

Então, ao longo de milhões de anos de evolução, esses animais – que, no início, não eram muito maiores do que os cães – passaram por um processo evolutivo em que foram perdendo as patas, ganhando nadadeiras e se tornando gradualmente maiores, até darem origem às baleias modernas que habitam os mares. O exemplar descoberto no Peru aponta que os ancestrais das baleias chegaram a nadar até o Atlântico Sul e a América do Sul até chegarem ao Pacífico em seus primeiros 10 milhões de anos de existência.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.