Caverna egípcia tem pinturas de 10 mil anos atrás

Caverna egípcia tem pinturas de 10 mil anos atrás

Último Vídeo

Uma caverna no Sinai do Sul, no Egito, foi encontrada com diversas pinturas rupestres no teto, paredes e em pedras caídas no chão. A descoberta foi de um turista, que avisou as autoridades para que fizessem uma visita ao local. Assim, uma missão arqueológica do Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito foi até lá e constatou que as pinturas eram datadas de 5.500 a.C. a 10 mil anos a.C. A caverna possui três metros de profundidade e cerca de 20 metros de largura. Lá também foram encontrados ossos de animais, que podem ser de beduínos nômades que utilizavam a caverna como abrigo.

(Fonte: Facebook/Reprodução)
(Fonte: Facebook/Reprodução)

O Secretário-Geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, Mostafa al-Waziry comunicou, via Facebook, que a caverna fica localizada na região de al-Zaranij, de difícil acesso. Com cenas muito diversificadas, foi preciso dividir as pinturas em três grupos. As mais antigas foram encontradas no teto, com a peculiaridade de serem em proporções realistas. Elas representavam animais e foram pintadas na cor vermelha. O segundo grupo conta com pinturas que datam da Idade do Cobre. Nelas, foram retratados mulheres e animais em formas assimétricas, sem realismo aparente. O último grupo mostrava pessoas carregadas por camelos e também não eram realistas ou simétricas.

Este foi o primeiro achado no Sinai do Sul, segundo o chefe da missão arqueológica, Hisham Hussein. Desde 2019 o Ministério desbrava a região em busca de sinais desse tipo, por isso as missões vão continuar ao longo desse ano, para registrar e documentar qualquer sinal de vida passada por essas regiões, pois podem ajudar a elucidar muitas questões da sociedade antiga.

(Fonte: Facebook/Reprodução)
(Fonte: Facebook/Reprodução)

Arte rupestre é uma das marcas do Egito

As artes rupestres são muito comuns no Egito e dizem muito sobre as tradições e costumes dos seres humanos em um determinado período da história. Através da pintura rupestre que se desenvolveu boa parte da arte egípcia, que por volta dos 3 mil anos a.C. evoluiu para o que se conhece culturalmente hoje, com a pintura de túmulos e templos, em geral ligados à religiosidade.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.