Antártica foi uma floresta verde há 90 milhões de anos

Antártica foi uma floresta verde há 90 milhões de anos

Último Vídeo

Já imaginou existir uma floresta úmida inteira no oeste da Antártica? Foi isso que aconteceu há mais ou menos 90 milhões de anos, segundo fósseis de raízes de plantas, pólen e esporos recentemente descobertos por uma equipe de cientistas que explorava a região.

Professora Tina Van de Flierdt e Dr. Johann Klages analisando a amostra de sedimento // Créditos: T. Ronge, Instituto Alfred WegenerProfessora Tina Van de Flierdt e Dr. Johann Klages analisando a amostra de sedimento // Créditos: T. Ronge, Instituto Alfred Wegener

A descoberta se deu após os pesquisadores encontrarem um pedaço de sedimento muito incomum: uma camada de solo formada há 90 milhões de anos que possuía uma cor bem diferente das demais e acabou chamando atenção. "Era claramente diferente das camadas acima dela", diz o líder do estudo Johann Klages, geologista do Instituto Alfred Wegener - Centro Helmholtz de Pesquisa Polar e Marinha, na Alemanha. 

Floresta fossilificada

No Período Cretáceo (145 milhões à 65 milhões de anos atrás) o mundo era muito diferente do que é hoje e tinha uma temperatura média de 35 graus nos trópicos a nível do mar — que, diga-se de passagem, era 170 metros mais alto do que hoje. Por conta disso, segundo resultados da pesquisa, áreas como a Antártica tinham o ambiente perfeito para uma floresta úmida muito semelhante à que temos na Nova Zelândia hoje em dia, com temperaturas na média de 12 graus! 

O estudo foi publicado ontem (01) no periódico Nature.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.