Pandemia está tornando ratos agressivos nos EUA

Pandemia está tornando ratos agressivos nos EUA

Último Vídeo

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) acaba de emitir um alerta sobre "um aumento na atividade de roedores" como consequência da redução de seres humanos nas ruas em virtude das medidas de contenção social determinadas pela pandemia do novo coronavírus. 

Sem a oferta generosa de restos de lixo que as pessoas deixam nas ruas, ratos famintos têm se comportado de forma mais agressiva e se aventurado num ambiente certamente mais silencioso em busca de alimentos cada vez mais escassos.

Com mais de 1,77 milhão de infectados pelo novo coronavírus, os Estados Unidos têm se mantido como o país mais afetado pela pandemia segundo informações atualizadas pela Universidade Johns Hopkins. Isso fez com que grande parte da população do país se afastasse das ruas, com reflexos na vida selvagem urbana.

A guerra dos ratos

Fonte: Jose M Osorio/Chicago Tribune/ReproduçãoFonte: Jose M Osorio/Chicago Tribune/Reprodução

Em sua página sobre "Controle de Roedores" em seu site oficial, o CDC avisou no último dia 21 de maio que "algumas jurisdições relatam um incremento na atividade de roedores à medida em que eles buscam novas fontes de alimentos. Programas de saúde ambiental e controle de roedores podem ter um aumento nas solicitações de serviço relacionadas a relatos de comportamento agressivo desses animais". 

Uma reportagem publicada no Chicago Tribune do último dia 26 de maio informou que "centenas de milhares de ratos" deixaram de lado os seus hábitos predominantemente noturnos para perambular pelas ruas da cidade em busca da sua próxima refeição. 

Também o New York Times, em sua edição do último dia 26 de maio, avalia que o declínio no número de turistas significa diminuição de alimentos para os ratos. Em entrevista, o especialista em roedores Bobby Corrigan disse que "eles vão entrar em guerra uns contra os outros, devorando filhotes e lutando pelos alimentos que conseguirem encontrar".

Para conter esta que pode ser uma invasão de ratos, o CDC recomenda algumas ações preventivas como "selar o acesso a residências e empresas, remover detritos e vegetação espessa, manter o lixo em lixeiras bem fechadas e remover restos de ração de pets e pássaros dos quintais".

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.