5.540
Compartilhamentos

Brasil é o 2º país do mundo com mais curados da covid-19

O Brasil assumiu a 2ª posição mundial em número de pessoas recuperadas da covid-19 conforme dados divulgados pela Universidade Johns Hopkins, que mantém um quadro sobre os detalhes da pandemia de coronavírus através do seu Center for Systems Science and Engineering (CSSE).  

Segundo o Ministério da Saúde, em relatório divulgado na ultima segunda-feira (1º), o país tem atualmente 211.080 pessoas curadas da infeção respiratória causada pelo novo coronavírus. O único país à frente do Brasil é os Estados Unidos, com 444.758 recuperados.

O número de recuperados no Brasil representa 40,1% do total de casos oficialmente confirmados (526.447). O total de mortos chegou a 29.937 casos, sendo que 4.412 mortes ainda estão sob investigação.

Para serem consideradas "recuperadas", as pessoas devem atender a alguns critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde: terem sido diagnosticadas com a doença e enfrentado os 14 dias de quarentena preventiva ou recebido alta dos leitos hospitalares.

A covid-19 no mundo

Fonte: Wikimedia/ReproduçãoFonte: Wikimedia/Reprodução

Os números atualizados até o momento desta publicação na plataforma da Johns Hopkins indicam que o Brasil, com 211.080 recuperados, aparece na frente da Rússia e abaixo dos Estados Unidos. 

A Itália e a Espanha, dois países europeus que mais sofreram com a pandemia, também aparecem com destaque na lista. Os italianos ocupam atualmente a quinta posição e os espanhóis, a sexta. Acompanhem abaixo a lista dos dez países com maior número de curados:

1° Estados Unidos – 458.231
2° Brasil – 211.080
3° Rússia – 186.602
4° Alemanha – 166.563
5° Itália – 158.355
6° Espanha – 150.376
7° Turquia – 128.947
8° Irã – 123.077
9° Índia – 96.988
10° China – 79.400.

Apesar da notícia sobre recuperados representar uma vitória sobre a doença, não se pode esquecer que ela é igualmente proporcional ao crescimento exponencial de novos casos.

Michael Ryan, diretor do programa de emergências da OMS (Organização Mundial da Saúde), estima que o Brasil e outros países das Américas Central e do Sul ainda não atingiram o pico da pandemia do novo coronavírus.

“Não posso prever quando ocorrerá, mas precisamos mostrar solidariedade aos países, da mesma forma que fizemos com países de outras regiões. Estamos juntos e ninguém fica para trás”, concluiu explicou o ex-cirurgião e epidemiologista.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER