Cientistas encontram evidências de oceano em Plutão

Cientistas encontram evidências de oceano em Plutão

Último Vídeo

A equipe de cientistas da NASA divulgou um artigo na revista Nature Geoscience com novas conclusões a partir das últimas imagens capturadas de Plutão, em 2015, pela sonda New Horizons. Segundo os relatos, o que hoje pode ser visto como uma estrutura congelada no planeta, na verdade, pode ser parte importante do início de sua história envolvendo grandes quantidades de água — e talvez, vida.

Equipe da NASA em reunião realizada em 2015 analisando as captações de imagens de Plutão (Fonte: NASA/Bill Ingalls)Equipe da NASA em reunião realizada em 2015 analisando as captações de imagens de Plutão (Fonte: NASA/Bill Ingalls)

O planeta que, segundo a NASA, foi descoberto por volta de 1930 por Clyde Tombaugh continua a surpreender. De acordo com a equipe, é possível que no surgimento do planeta um oceano possa ter sido acumulado devido a uma espécie de decaimento radioativo e esse mar permaneceu submerso ao longo do tempo.

Imagens da sonda New Horizons da NASA mostra as superfícies congeladas de PlutãoImagens da sonda New Horizons da NASA mostra as superfícies congeladas de Plutão

Acredita-se ainda que a superfície congelada que pode ser observada nos últimos registros da NASA tenha ocorrido após um longo processo de compressão em Plutão. Além dele, outros planetas que se encontram em uma região gelada na órbita de Netuno, chamada Cinturão de Kuiper, também podem ter sofrido o mesmo processo.

Cientistas de todo o mundo ficaram surpresos e curiosos com a notícia. Além de apontar para um “nascimento” diferente do que se imaginava até agora, as possibilidades de outros tipos de vida existentes em planetas que possuem a disponibilidade de água, voltam a surgir. Especialistas apontam que novas descobertas de todo o Sistema Solar, com base nestas novas análises, podem surgir a qualquer momento.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.