Coronavírus: animais sofrem com descarte incorreto de máscaras

Coronavírus: animais sofrem com descarte incorreto de máscaras

Último Vídeo

A Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA), no Reino Unido, vem alertando a sociedade com relação ao descarte de itens de proteção individual e como pode estar afetando os animais de forma catastrófica. Por exemplo, recentemente, na cidade inglesa de Chelmsford, uma gaivota foi encontrada enroscada em uma máscara de proteção.

(RSPCA/Reprodução)(RSPCA/Reprodução)

“Eu saí para pegá-la e quando ela tentava fugir, tropeçava e caía. Assim que consegui segurá-la, ficou claro o motivo. Havia uma máscara de proteção descartável emaranhada em suas duas patas", relatou o inspetor Adam Jones, da RSPCA.

A ave foi levada para o South Essex Wildlife Hospital, e a equipe constatou que o aparato de proteção estava enroscado no animal há algum tempo. “Os elásticos estavam apertando as patas, enquanto suas articulações estavam inchadas e doloridas", explicou o inspetor. A equipe passou a monitorá-la de perto e afirmou que, por enquanto, estava fora de perigo.

Impacto do coronavírus

De alguma forma, a pandemia do coronavírus trouxe alguns benefícios à vida selvagem. Por conta da quarentena e do lockdown em diversos lugares, os níveis de poluição diminuíram e até mesmo os abalos sísmicos da Terra mudaram. A influência da atividade humana parecia estar pausada especialmente nesse período em que o mundo sofre cada vez mais com o contágio do vírus.

(Fonte: RSPCA/Reprodução)(Fonte: RSPCA/Reprodução)

Com a falta de conscientização em relação ao descarte de lixo, os membros da RSPCA temem que outros casos semelhantes continuem a acontecer.

Os equipamentos de proteção individual devem ser descartados cuidadosamente em latas de lixo comuns e nunca com itens recicláveis. Esses objetos podem estar contaminados com o vírus ou outras impurezas que são consideradas perigosas para a nossa saúde.

A gaivota relatada pelo RSPCA não foi o primeiro caso de máscara de proteção encontrada em um local inapropriado. Em junho, um grupo francês informou que o Mar Mediterrâneo estava repleto de máscaras descartáveis, luvas de látex e outros itens hospitalares não recicláveis. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.