Criatura estranha é encontrada em praia dos Estados Unidos

Criatura estranha é encontrada em praia dos Estados Unidos

Último Vídeo

Uma criatura marítima tem intrigado cientistas nos Estados Unidos e levantado teorias nas redes sociais. De acordo com o Seattle Weekly, a criatura foi descoberta em uma praia do estado de Washington em agosto deste ano. 

“Sem saber o que era, eu definitivamente não queria tocar naquilo. Também era óbvio que estava morto,” disse Ron Newberry, a pessoa que encontrou o animal, ao jornal. 

Para tentar descobrir que animal era aquele, Newberry compartilhou as fotos da criatura nas redes sociais, o que levou vários especialistas a lançarem hipóteses diversas.

As opiniões dos especialistas 

Uma das fotos tiradas do animal. (Fonte: Ron Newberry / Seattle Weekly)
Uma das fotos tiradas do animal. (Fonte: Ron Newberry / Seattle Weekly)

Depois de muita especulação, cientistas de diversas universidades e centros de pesquisa entraram em um consenso de que se tratava de um Haliphron atlanticus, ou uma versão rara de um polvo-de-sete-braços, mais comum no Oceano Atlântico ou no Pacífico Sul.  

Devido ao tamanho, à forma e à textura gelatinosa da criatura, o professor Dr. Kirt Onthank, da Walla Walla University, concorda que pareça um Haliphron atlanticus. “Isso é realmente interessante porque eu não conheço nenhum registro desta espécie na área de Puget Sound ou no estado de Washington de forma geral,” explicou ele ao Seattle Weekly

Mas outros especialistas afirmam que a situação não é tão impossível quanto parece. “Eu já vi fotos do Haliphron na costa da Columbia britânica, então não é tão incomum que eles estejam tão ao norte,” explicou a Dra. Elaina Jorgensen, da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional.

“É possível que esse animal tenha sido levado para Puget Sound durante a tempestade de vento na semana passada e morrido por conta de nossas águas de baixa salinidade,” analisou Jorgensen.  

A teoria do polvo-de-sete-braços 

Seria preciso um exame de DNA para confirmar se a teoria está correta. (Fonte: Ron Newberry / Seattle Weekly)
Seria preciso um exame de DNA para confirmar se a teoria está correta. (Fonte: Ron Newberry / Seattle Weekly)

Apesar do nome polvo-de-sete-braços, os machos da espécie têm oito braços, mas mantêm o oitavo guardado dentro de uma bolsa perto do olho. Já as fêmeas, muito maiores que os machos, têm os oito braços visíveis. 

No entanto, sem uma análise de DNA, não é possível concluir se a carcaça é de um polvo de sete braços. Mas se a teoria se provar correta, este será o primeiro espécime registrado na área de Puget Sound, do estado de Washington.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.