Antigo altar na Turquia pode revelar detalhes de práticas religiosas gregas

Antigo altar na Turquia pode revelar detalhes de práticas religiosas gregas

Último Vídeo

Um altar de dois mil anos decorado com uma cobra em espiral encontrado na cidade de Patara, no sul da Turquia, foi descoberto por uma equipe arqueológica durante escavações perto das muralhas e casas de banho, e pode revelar mais detalhes sobre antigas práticas religiosas gregas.

Uma história muito rica

Chamado originalmente de Patarus – em homenagem ao seu fundador mitológico e filho do deus Apolo – o lugar já serviu como capital e porto da Liga Lícia, uma aliança de cidades-estados gregas, antes de fazer parte do Império Romano.

Devido à sua grande convergência cultural, a cidade ficou conhecida como o “berço das civilizações”, e além disso, foi governada por diversos imperadores, incluindo Alexandre, o Grande, em 333 a.C.; e pode ter sido o local de nascimento do próprio São Nicolau.

(Fonte: Universidade Antalya Billim/Mustafa Koçak/Reprodução)
(Fonte: Universidade Antalya Billim/Mustafa Koçak/Reprodução)

Oferendas e ritos funerários

Segundo os arqueólogos, o altar cilíndrico foi esculpido em mármore, com a cobra entalhada em espiral e letras gregas gravadas em seu corpo. Ele está em perfeitas condições, datando da época do domínio romano, e provavelmente estava ligado à adoração de deuses subterrâneos conectados com agricultura e os mortos, tendo servido para um ponto para colocar oferendas e realizar ritos funerários.

“Eles traziam líquidos ou alimentos como pão e carne e os colocavam no altar. Este realmente é um item da cultura funerária dos povos antigos. Estruturas semelhantes também foram encontrados em algumas cidades no sudoeste da província de Mugla, mas nunca encontramos tal exemplo em Patara”, explicou Mustafa Koçak, acadêmico do Departamento de Arqueologia da Universidade Antalya Bilim e vice-presidente da equipe de escavação.

(Fonte: Universidade Antalya Billim/Mustafa Koçak/Reprodução)
(Fonte: Universidade Antalya Billim/Mustafa Koçak/Reprodução)

No momento, o artefato grego foi removido dos local de escavação para evitar danos irrevogáveis, e os pesquisadores ainda precisam realizar mais investigações para descobrir o significado das inscrições no corpo da cobra.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.