161
Compartilhamentos

Pernas robóticas fazem prédio de 7,6 mil toneladas 'caminhar' na rua

Recentemente, uma notícia agitou as mídias sociais chinesas e do resto do mundo: engenheiros realocaram um prédio inteiro de 7,6 mil toneladas, onde funciona uma escola em Xangai, na China, para outro lugar, fazendo a construção “caminhar” pelas ruas até sua nova localização.

Embora a China já tenha uma certa “tradição” em mudar prédios antigos de lugar para abrir espaço a novos empreendimentos imobiliários, o caso da Escola Lagena se destacou porque o método utilizado foi a instalação, na base do prédio, de 198 pernas robóticas.

(Fonte: South China Morning Post/Reprodução)
A Escola Primária Lagena de 1935 (Fonte: South China Morning Post/Reprodução)

As pernas robóticas foram utilizadas no lugar dos costumeiros trilhos laterais porque a forma irregular da antiga escola poderia sofrer danos em sua estrutura. Após pesar as opções disponíveis, os especialistas acabaram optando por esse sistema inovador: uma “caminhada” por 62 metros em 18 dias, concluída no dia 15 de outubro.

O trabalho impressionante das pernas robóticas

O jornal South China Morning Post de Hong Kong postou um vídeo impressionante no YouTube, mostrando o funcionamento das pernas hidráulicas movendo-se devagar e conduzindo a grande construção apenas alguns centímetros por vez. Embora essa não tenha sido a primeira realocação de prédios na China, foi a primeira com uso de pernas robóticas.

Os engenheiros responsáveis pela operação afirmam que as pernas robóticas “imitam pés humanos” e que a sua função de caminhar é mais eficiente do que os métodos tradicionais e ainda economizou 20% do tempo normalmente utilizado. Além disso, o método permitiu que o prédio fizesse um giro de 20 graus.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.