Chapare: vírus mortal surge na Bolívia e pode ser transmitido por humanos

Chapare: vírus mortal surge na Bolívia e pode ser transmitido por humanos

Último Vídeo

Mais um vírus mortal e com potencial de transmissão entre humanos foi identificado na Bolívia. A informação foi compartilhada em uma apresentação na reunião anual da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene (ASTMH). Trata-se do vírus Chapare, que causa febre hemorrágica e causou um surto após alguns funcionários do serviço de emergência no país serem expostos a um paciente infectado.

O alerta do surto causado pelo Chapare foi feito por Caitlin Cossaboom, epidemiologista do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). “Nosso trabalho confirmou que um jovem residente, um médico de ambulância e um gastroenterologista contraíram o vírus após entrarem em contato com pacientes infectados, e dois desses profissionais de saúde morreram mais tarde. Agora acreditamos que muitos fluidos corporais podem potencialmente carregar o vírus”.

(CDC/Reprodução)
(CDC/Reprodução)

Acredita-se que o profissional de saúde que sobreviveu ao vírus foi contaminado em uma ambulância enquanto tratava um médico residente infectado a caminho do hospital, que acabou morrendo. No sobrevivente foi encontrado RNA do vírus em uma amostra de sêmen 168 dias após o contágio.

Pouco se sabe sobre como o vírus pode passar de pessoa para pessoa, porém os profissionais de saúde do país foram alertados para evitar o contato com qualquer fluído corporal em casos suspeitos de contaminação, incluindo sangue, urina, saliva e sêmen.

Chapare faz parte do grupo chamado arenavírus

O Chapare é um “arenavírus”, um grupo de patógenos que já causou outros surtos mortais na África Ocidental e na própria Bolívia com os vírus Lassa e Machupo. O arenavírus causa dor de cabeça, dor muscular e nas juntas, diarreia, irritabilidade e febre hemorrágica, que resulta em sangramento em vários órgãos do paciente infectado, uma condição parecida com os infectados com o vírus ebola.

O surto de Chapare, reportado por Cossaboom, aconteceu em 2019 na província de Caranavi, no departamento de La Paz, e as autoridades sanitárias encontraram o RNA viral em roedores próximos à casa do primeiro infectado.

O presidente da ASTMH, Joel Breman, comentou sobre a descoberta do vírus. “Embora ainda haja muito que permanece desconhecido sobre o vírus Chapare, é louvável a rapidez com que esta equipe foi capaz de desenvolver um teste diagnóstico, confirmar a transmissão entre humanos e descobrir evidências preliminares do vírus em roedores”.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.