Superfungo Candida auris não é ameaça como covid-19, diz especialista

Na última segunda-feira (7), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu alerta sobre a possível chegada da Candida auris ao Brasil, superfungo que representa “uma grave ameaça à saúde global”, conforme o órgão regulador. O primeiro caso positivo de pessoa infectada no país pode ter sido identificado em um paciente internado na UTI de um hospital na Bahia.

Descoberta em 2009 no Japão, a C. auris já foi detectada em pelo menos 30 países e gera preocupação por apresentar cepas resistentes às três classes de medicamentos antifúngicos, pela sua facilidade em se espalhar e por ser fatal em quase 40% dos casos.

Como estamos em plena pandemia do novo coronavírus, uma notícia como essa pode deixar a população ainda mais assustada. Porém, o superfungo não é tão ameaçador quanto a covid-19, de acordo com o infectologista e professor da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre Alessandro Comarú Pasqualotto.

A Candida auris foi identificada pela primeira vez em 2009

Em entrevista à BBC, ele disse que a Candida auris não deve chegar ao ponto de infectar muitas pessoas como o Sars-CoV-2. Para o especialista, o fungo pode causar surtos em pequenos núcleos, ficando restrito a locais como ambientes hospitalares, por exemplo. Além disso, há poucos casos registrados globalmente desde a sua descoberta, cerca de 4,7 mil em 33 países, e apenas uma suspeita no Brasil.

A resistência do fungo é o maior perigo

Entre todos os “poderes” do superfungo, Pasqualotto acredita que a sua grande capacidade de resistir aos remédios é a mais preocupante, principalmente nos hospitais, pois isso reduz consideravelmente as opções de tratamento.

Ainda de acordo com o estudioso dos fungos do gênero Candida, a C. auris é um “evento adverso do progresso da humanidade”. Com o desenvolvimento de novos procedimentos médicos e a grande produção de antibióticos, têm surgido novos patógenos altamente resistentes a estes medicamentos, assim como aconteceu com o Staphylococcus aureus e a penicilina.

Superfungo Candida auris não é ameaça como covid-19, diz especialista via TecMundo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.