Navio-tanque pode vazar 1 milhão de barris de óleo no Mar Vermelho

Um artigo publicado na revista científica Frontiers in Marine Science faz uma séria denúncia e pede providências à Organização das Nações Unidas (ONU) para remover a carga de um navio parado no Mar Vermelho, que contém milhões de litros de petróleo, que estão começando a vazar.

Escrito por uma equipe de pesquisadores internacionais, liderados por Karine Kleinhaus, professora da Universidade Stony Brook, em Nova Iorque, o artigo demonstra, a partir de um modelo de computador, a forma como o óleo se dispersaria de forma ampla, em um caso de derramamento, e como a situação se agravaria se isso ocorresse no inverno, devido às correntes.  

Fonte: Maasmondmaritime/Flickr/Reprodução
Fonte: Maasmondmaritime/Flickr/Reprodução

Ironicamente, o petroleiro é conhecido como Safer (o mais seguro) e tem 362 metros de comprimento e comporta 1 milhão de barris de petróleo, o equivalente a 42 milhões de galões ou 159 milhões de litros, em seus 34 tanques. Uma empresa petrolífera iemenita é proprietária do navio que demanda manutenções constantes, mesmo em tempos normais.

Com a guerra civil do Iêmen, que já dura seis anos, a empresa de manutenção não conseguiu fazer os reparos necessários no navio. Com isso, o Safer está abandonado e enferrujado próximo ao porto de Al Hudaydah, a quarta maior cidade do país. Atualmente, há óleo vazando na água ao redor do navio, e existe risco de um enorme vazamento, de acordo com o artigo publicado.

Ameaça a milhões de pessoas

Conforme Kleinhaus, que é médica e bióloga marinha, “agora é a hora de evitar uma possível devastação nas águas da região e nos meios de subsistência e saúde de milhões de pessoas que vivem em meia dúzia de países ao longo da costa do Mar Vermelho”.

Fonte: Maoz Fine/Reprodução
Corais do Golfo de Aqaba (Fonte: Maoz Fine/Reprodução)

Ela se refere às possíveis consequências ambientais que teria um grande derramamento do navio-tanque nas vidas dos habitantes dos países que fazem fronteira com esse golfo do Oceano Índico. Além disso, o Mar Vermelho é o lar dos recifes de coral mais resistentes às mudanças climáticas do planeta. 

Segundo o The New York Times, a ONU declarou, no dia 24 de novembro, que o grupo rebelde Houthi, que controla o porto de Al Hudaydah, deu permissão para que o organismo internacional possa inspecionar e consertar o navio-tanque.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.