Por que é importante sabermos de onde veio o coronavírus?

Qual é a origem do novo coronavírus? Ele teria sido criado em laboratório ou surgiu de um processo natural, após o contato entre um animal infectado e o ser humano? Esta é uma das maiores dúvidas que permanecem sem resposta até agora, mais de um ano e meio após os primeiros relatos de casos de covid-19, na China.

De dezembro de 2019, quando uma doença misteriosa surgiu em Wuhan, até hoje (7), mais de 173 milhões de pessoas foram infectadas em todo o mundo. São 3,7 milhões de mortes registradas até o momento, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

Como os números demonstram, trata-se de uma das doenças infecciosas mais mortais da história recente. Diante disso, saber de onde veio o novo coronavírus é essencial, pois as informações descobertas podem ajudar na prevenção de uma nova pandemia e mais mortes.

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Ao conhecer as origens do Sars-CoV-2, os pesquisadores podem trabalhar em formas de evitar que vírus semelhantes causem uma nova crise sanitária global, se antecipando à doença. Dependendo do que for descoberto, também pode resultar na criação de novos protocolos de segurança em laboratórios.

Principais teorias

Em uma das principais investigações sobre as origens da pandemia, um grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) foi até a China em busca de respostas. De acordo com o relatório final, a principal hipótese é de que o novo coronavírus tenha surgido naturalmente.

Para o grupo, os morcegos seriam a fonte original da doença. A partir deles, o Sars-CoV-2 foi transmitido para outro animal (uma das suspeitas é de que o pangolim seja o hospedeiro) e então chegado ao ser humano. Mas devido à ausência de provas concretas, outras hipóteses não foram descartadas.

(Fonte: Rawpixel)(Fonte: Rawpixel)

Outra teoria que vem ganhando força, mesmo rejeitada pela OMS, é a de que o coronavírus tenha escapado de um laboratório. Neste caso, a fuga teria sido por descuido de um pesquisador, por mutações que o tornaram mais contagioso e o levaram a um contato acidental com o ser humano ou até mesmo por uma manipulação intencional, com o escape por acidente.

Com o impasse, somente novas e aprofundadas pesquisas serão capazes de indicar a verdadeira origem da pandemia.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.