Seja o primeiro a compartilhar

Ácido hialurônico: o que é e para que serve?

Você já ouviu falar na existência do ácido hialurônico? Utilizado com a função de gerar sustentação na pele, preencher e hidratar os tecidos, esse produto consegue disfarçar algumas rugas e também pode sumir com as olheiras. Por ser uma substância natural, o ácido hialurônico é reconhecido pelo corpo e possui menos complicações do que outros procedimentos estéticos.

Para isso, existem diferentes tipos desse ácido para cada cenário diferente de aplicação. No caso das olheiras, por exemplo, é necessário que a substância seja moldável e mais leve para não provocar deformações na pele. Por outro lado, o produto usado no rosto deve ser mais rígido e com alta concentração.

Aplicação estética

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Mesmo que ainda seja uma substância com menos consequências do que as vistas nas aplicações da toxina botulínica (Botox) ou o hidrogel, o ácido hialurônico também desperta um pouco de atenção. Em caso de aplicações incorretas por parte do profissional dermatologista, a agulha pode atingir alguma artéria e causar necrose, Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou até mesmo cegueira.

Além disso, o excesso da substância no organismo é extremamente prejudicial à saúde. Nesses casos, o produto pode impedir a circulação de sangue por algumas regiões do corpo e começar a matar a pele por dentro. Nesses casos, é necessário a aplicação da enzima hialuronidase para destruir o ácido presente no corpo.

A recuperação para esse tipo de acidente costuma ser longa e deixar sequelas na pele por grandes períodos. Existem duas maneiras para as complicações vasculares aparecerem:

  • Em grandes quantidades, o ácido hialurônico espreme os vasos sanguíneos e impede a passagem de sangue
  • Em aplicações acidentais dentro de veias ou artérias, o uso do ácido em formato de gel gera a obstrução da circulação sanguínea

Autorização no Brasil

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Longe de ser uma substância ilegal em território brasileiro, atualmente o ácido hialurônico possui utilização autorizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia para dermatologistas e cirurgiões plásticos. Entretanto, existe uma batalha jurídica constante para definir quem é que pode ou não fazer uso do produto.

Na opinião do Conselho Federal de Medicina, o procedimento é invasivo e não deveria ser utilizado por pessoas fora dos campos de atuação citados anteriormente. Por outro, como o ácido é regulamentado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o produto possui registro válido em todo Brasil. 

Além de dermatologistas e cirurgiões plásticos, biomédicos, farmacêuticos, dentistas e enfermeiros são outros profissionais que também utilizam o ácido hialurônico em algumas situações de trabalho. 



Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER