Seja o primeiro a compartilhar

Esqueleto romano foi encontrado acorrentado na Inglaterra

Trabalhadores de um terreno em Rutland, na Inglaterra, encontraram um esqueleto algemado enterrado há mais de mil anos, segundo uma datação por radiocarbono feita pela polícia.

Para os arqueólogos do Museu de Arqueologia de Londres, os restos mortais pertencem a períodos de 226 e 427 d.C., e foram considerados um raro exemplo de escravidão na Grã-Bretanha da era romana.

A vítima era um homem, que morreu com idade entre 20 e 35 anos, e foi jogado em uma vala sem qualquer tipo de cerimônia, a apenas 200 metros de um cemitério legítimo.

O homem na terra

(Fonte: All That's Interesting/Reprodução)(Fonte: All That's Interesting/Reprodução)

Além das algemas ao redor dos tornozelos do esqueleto, ele também estava deitado sobre seu lado direito e com o braço esquerdo elevado.

“Algemar alguém assim é provavelmente uma boa indicação de que ele era um escravo”, disse Michael Marshall, especialista em descobertas da MOLA, em entrevista ao The Independent

Marshall também reforçou que estar algemado faz parte de uma forma de punição muito específica, talvez em resposta a alguém que tentou fugir ou que tinha algum relacionamento ruim com seu proprietário.

(Fonte: Daily Mail/Reprodução)(Fonte: Daily Mail/Reprodução)

As algemas na Roma Antiga simbolizavam uma forma de prisão e um método de punição, visto que eram fontes de desconforto, dor e estigma para os prisioneiros. Historiadores e arqueólogos estão certos sobre a existência da escravidão durante o Império Romano, porém poucas evidências físicas foram encontradas até hoje.

Marshall também acrescentou que as superstições romanas podem ter influenciado na decisão de o homem ter sido enterrado algemado. Seus proprietários poderiam temer que ele voltasse para assombrá-los após ter sido tão maltratado em vida.

Alguns romanos acreditavam que as restrições feitas de ferro impediam que os espíritos andassem, então colocar algemas ao redor dos tornozelos de um cadáver antes de enterrá-lo era um modo de impedir que fossem assombrados por ele.

O esqueleto foi considerado um achado de valor inestimável para a nossa História.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER