22
Compartilhamentos

Por que o álcool em gel produz chamas invisíveis?

Desde o início da pandemia de covid-19, o álcool em gel se tornou um dos principais produtos para higienização das mãos e grande aliado na prevenção da disseminação do vírus Sars-CoV-2. Entretanto, isso não remove o fato de que esse é um produto inflamável e que pode acabar provocando certos tipos de acidentes domésticos.

Um dos grandes complicadores do álcool em gel é que suas chamas são praticamente invisíveis, fazendo com que seja mais fácil para uma pessoa acabar se ferindo por queimaduras sem sequer perceber. Por conta disso, é importante ter atenção na hora de usar e armazenar esse produto para evitar maiores problemas.

Processo químico

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

Para que um produto pegue fogo, são necessários três elementos: um combustível (etanol), um comburente (oxigênio) e uma fonte de energia (faísca). Apesar de ter queima menos vigorosa que sua versão líquida, a composição do álcool em gel é feita com 70% de etanol e, por isso, ainda desperta cuidados. 

Sobretudo em ambientes claros, esse produto pode ser bastante perigoso. Na cozinha, por exemplo, a higienização das mãos com álcool em gel poucos momentos antes de ir para o fogo não é recomendada. Nesses casos, é possível que a mão do cozinheiro comece entre em combustão sem que essa pessoa perceba por um tempo.

O mesmo vale para pessoas que fumam, visto que essas são situações que podem provocar fogo. O motivo disso é porque esse produto queima muito lentamente e com chamas muito baixas, tornando essa reação química quase imperceptível. Por isso, os riscos de incêndio acabam sendo aumentados. 

Recomendações de uso

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

De acordo com as recomendações dadas pelo Ministério da Saúde, o álcool em gel é um importante aliado para a higienização das mãos, mas só deve ser usado em casos quando não é possível lavá-las com água e sabão. Portanto, esse é um produto muito mais essencial para ser usado na rua do que dentro de casa.

Além disso, também não é recomendado que as pessoas levem as mãos higienizadas com álcool em gel à boca, olhos e narinas. Posteriormente, isso pode provocar irritações e ressecamentos. Se você precisar usar o fogão ou a churrasqueira após ter feito o uso do produto, espere alguns minutos até que ele possa secar completamente.

Por mais que a temperatura de autocombustão do etanol seja de impressionantes 360ºC, é preciso considerar que qualquer pequena faísca pode provocar problemas maiores e fornecer energia suficiente para um incêndio. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.