Quantos músculos nós usamos para realizar atividades básicas?

O corpo humano é um tema altamente complexo de estudo e tem diversas curiosidades realmente marcantes. Se por si só a nossa existência já parece ser um verdadeiro milagre, até mesmo as coisas mais básicas que realizamos na vida podem soar muito impressionantes dependendo da perspectiva pela qual olhamos.

Por exemplo, você tinha ideia de que o corpo humano tem aproximadamente 650 músculos esqueléticos? São neles em que nós nos apoiamos para sorrir, andar e até mesmo falar. Porém, cada atividade requer uma quantidade de esforço do nosso corpo para ser executada. Vamos explorar um pouco mais sobre esse tema.

Sorrir

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Apesar de não ser possível determinar ao certo quantos músculos cada indivíduo usa para sorrir, estima-se que seja necessário algo entre 20 e 40 músculos para que um indivíduo consiga esboçar sua felicidade. Ao contrairmos ou expandirmos os músculos de nossas faces, podemos transmitir uma série de estímulos que serão interpretados por outras pessoas.

Na maioria das culturas, o sorriso é visto como um sinal de amizade, especialmente quando cumprimentamos alguém. Portanto, esse pode ser considerado um pequeno esforço pelo bem do convívio social.

Franzir as sobrancelhas

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash/Reprodução)

Se sorrir pode necessitar a ajuda de apenas 20 músculos, saiba que você precisará consumir mais energia do seu corpo se quiser demonstrar descontentamento. A razão disso é porque você precisará de até 62 músculos da sua face apenas para franzir o rosto para parecer chateado.

Ao contrário do ato de sorrir, franzir requer muito mais esforço da parte superior do rosto e ainda trabalha um pouco os músculos ao redor dos lábios.

Falar

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Você já escutou a expressão de que “às vezes é melhor ouvir do que falar”? Quando o assunto é a quantidade de músculos utilizados para cada processo, essa frase é completamente verdadeira. Falar pode exigir o uso de até 70 músculos, incluindo alguns da face e outros na região do pescoço.

Enquanto isso, escutar o que os outros dizem só obrigará a utilização de um único “músculo”: o cérebro. Aí cabe a você decidir qual exercício te preocupa mais. 

Andar

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Sabe aqueles dias que qualquer esforço fora da cama pode parecer uma gigantesca agonia? Isso é completamente compreensível quando paramos para pensar que são necessários cerca de 200 músculos do corpo para dar um único passo. É isso mesmo! Então, você utiliza quase um terço dos seus músculos para realizar esse singelo movimento.

Sem esses músculos, dificilmente o seu corpo seria capaz de se sustentar por conta própria (e você cairia de boca no chão). Agradeça-os por esse trabalho. 

Digitar

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Constantemente damos muita importância para o trabalho exercido pelos bíceps e tríceps em diversas atividades — o que logicamente é merecido. Entretanto, quando estamos falando sobre a ação de digitar usando o teclado do celular ou computador, existe um labirinto de músculos no antebraço e nas mãos que “rouba a cena”.

Na próxima vez em que você estiver se preparando para mandar uma figurinha no WhatsApp, saiba que 38 músculos dos seus braços estão ativamente consumindo energia para realizar essa função.

Beijar

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Durante o beijo, a língua não é o único músculo que entra em cena — ou ao menos não deveria ser. Na realidade, um bom beijo de língua exige praticamente o uso de 35 músculos faciais em conjunto e a língua sozinha é composta de oito músculos intrínsecos e extrínsecos.

E por que algumas pessoas conseguem fazer formas diferentes com a língua? A resposta para isso é a herança genética. Ou você nasce com a habilidade de enrolar e dobrar esse músculo, ou você jamais conseguirá aprender durante a vida. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.