01
Compartilhamento

6 frutas que simplesmente não nascem em árvores

Quando pensamos em frutas, instintivamente imaginamos que as mais tradicionais dão em árvores. Embora isso esteja certo para algumas opções clássicas, como limão, maçã e laranja, não é exatamente uma regra na natureza.

Diversas das frutas que consumimos não podem ser vistas em pés e têm métodos de cultivo muito diferentes. Por isso, montamos esta lista curiosa com seis frutas que simplesmente não crescem em árvores.

1. Pitaya

@boxlapse

113 days in 43 seconds. Dragon fruit ##timelapse ##fyp ##learnontiktok ##dragonfruit

? Catgroove - Parov Stelar

Se não bastasse a incrível aparência de casca rosa com interior cremoso e repleto de sementes, a pitaya reserva uma surpresa ainda maior para os curiosos de plantão. Isso porque esse fruto nasce de centenas de cactos epífitos ou que escalam outras plantas. Dessa forma, o cultivo de pitaya pode dar um visual bem diferenciado para o jardim e ainda proporcionar uma fruta muito saborosa. 

2. Figo

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Por mais que a maioria das espécies de figo cresça nas figueiras, o figo-da-Índia é um pouco diferente porque, assim como a pitaya, nasce em um cacto. Apesar do que o nome pode indicar, essa espécie é tradicional das regiões desérticas do norte do México ao sudoeste dos Estados Unidos e costuma aparecer mais em locais semiáridos. 

3. Abacaxi

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Da família das bromélias, o abacaxi é apenas um dos exemplos de frutas que nascem mais próximas ao chão. Os abacaxizeiros são símbolos das regiões tropicais e subtropicais e fornecem um visual realmente diferente para as plantações.

Antes de os europeus colonizarem o Novo Mundo, diversas tribos indígenas já tinham extensas plantações de abacaxi.

4. Morango

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Apesar de não ser grande surpresa para a maioria das pessoas, os morangos nunca cresceram em árvores. Na verdade, o morangueiro é um arbusto silvestre da família das rosas e tradicional do ocidente europeu. Estima-se que as primeiras espécies de morango de jardim tenham sido cultivadas na região da Bretanha, ao noroeste da França, na década de 1750. O fruto foi resultado de cruzamentos feitos com espécies selvagens de morangos provenientes da América do Norte e do Chile.

5. Melancia

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Com origem no sul da Ásia e domesticação na África Central, a melancia é cultivada há mais de 5 mil anos. Pelo tamanho do fruto, é de se imaginar que ele não conseguiria se sustentar no topo de uma árvore, por isso nasce de espécies de trepadeiras rastejantes.

Apesar de as melancias domesticadas já existirem no mundo há muito tempo, elas só chegaram às Américas por volta do século 16. Acredita-se que os primeiros exemplares do fruto no Brasil foram trazidos por escravizados de origem sudanesa. 

6. Uva

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Falando em frutas que nascem de plantas trepadeiras, a uva talvez seja o exemplo mais tradicional. As videiras, como são chamadas, são cultivadas pelas civilizações europeias há milhares de anos para a produção de vinho; atualmente, existem diversas variedades genéticas do fruto espalhadas pelo mundo.

Estima-se que os primeiros cultivos de uva ocorreram há 8 mil anos no Oriente Médio. Depois disso, as plantações foram se espalhando até o sul da Alemanha e se tornaram uma importante atividade econômica. Esse é um dos motivos pelos quais a produção de vinho é considerada uma das atividades mais antigas da civilização.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.