Kilauea: veja imagens da mais recente erupção do vulcão havaiano

O Kilauea, um dos vulcões mais ativos da Terra, voltou a borbulhar e a expelir lava na Grande Ilha do Havaí. De acordo com o US Geological Survey, a erupção começou na última quarta-feira (29), na cratera Halemaumau, no cume do vulcão.

Por enquanto, as autoridades emitiram alguns alertas para aviões e uma série de recomendações para visitantes, especialmente para tomarem cuidado com a transmissão da covid-19, e com a possibilidade da inalação dos gases e da fumaça do Kilauea agravar quadros de doenças respiratórias.

Em 2018, o vulcão teve uma erupção gigante que causou a destruição de mais de 700 casas, fazendo com que milhares de moradores tivessem que deixar suas residências. O vulcão ficou durante quatro meses cuspindo lava sem parar. 

Nessa ocasião, depois que o cume parou de lançar lava, pela primeira vez nos registros históricos, ele começou a se encher de água. Esse fato levantou uma série de preocupações devido à possibilidade de haver alguma reação explosiva entre o material geológico em altas temperaturas e as águas subterrâneas.

A mesma área que entrou em erupção na última semana, também permaneceu ativa entre dezembro do ano passado e maio deste ano. Veja, a seguir, algumas das imagens da mais recente atividade do Kilauea.

1. Imagem térmica mostrando o lago de fogo no cume do Kilauea

(Fonte: USGS/ M. Patrick/ Reprodução)(Fonte: USGS/M. Patrick/Reprodução)

2. Esta foto mostra duas das muitas fontes de respingos ativas na base do vulcão

(Fonte: USGS/ K. Mulliken/ Reprodução)(Fonte: USGS/K. Mulliken/Reprodução)

3. Sobrevoo do cume

(Fonte: USGS/ K. Mullike/ Reprodução)(Fonte: USGS/K. Mullike/Reprodução)

4. Cratera Halemaumau durante o dia

(Fonte: USGS/AP/G1/Reprodução)(Fonte: USGS/AP/G1/Reprodução)

5. Cratera Halemaumau

(Fonte: USGS/B. Carr. /Reprodução)(Fonte: USGS/B. Carr. /Reprodução)

6. Lago de lava em elevação

(Fonte: USGS/M. Patrick/Handout via Reuters/ G1/ Reprodução)(Fonte: USGS/M. Patrick/Handout via Reuters/G1/Reprodução)

7. Fissuras abertas na parede da cratera

(M. Patrick / USGS/ Reprodução)(M. Patrick/USGS/Reprodução)

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.