Seja o primeiro a compartilhar

Onda de frio na Flórida faz iguanas despencarem das árvores

Se contássemos que no sul da Flórida, nos Estados Unidos, uma onda de frio tão intenso atingiu a região a ponto de iguanas congelarem e caírem das árvores, você acreditaria? Pois acredite, já que esse fenômeno ocorre desde o fim do mês de janeiro e tem chamado a atenção.

Ainda que estejam caindo das árvores, elas não estão necessariamente mortas — e nem se trata de uma chuva de iguanas, ainda que pareça. Quem tratou de explicar o que está acontecendo foi o Serviço Nacional de Meteorologia do Sul da Flórida, em uma publicação no perfil oficial do serviço no Twitter.

Iguanas são animais termosensíveis

Iguanas são animais pecilotérmicos, também conhecidos como “animais de sangue frio”. Animais pecilotérmicos têm temperaturas corporais que variam conforme a temperatura do ambiente. No caso das iguanas, quando as temperaturas ficam abaixo de 9 °C, elas se tornam lentas ou até mesmo ficam imóveis.

Em entrevista a emissoras de TV nos Estados Unidos, a zoóloga Stacey Cohen, especialista em répteis no Jardim Zoológico de Palm Beach (Flórida), explicou que estes animais são provenientes de zonas próximas à linha do Equador, onde há sempre muito calor.

A rigidez do seu corpo pode até levar a crer que esteja morta, no entanto, quando a temperatura sobe e atinge um nível aceitável, elas voltam a se mexer. É claro que há o risco de morte, principalmente para iguanas menores e que ultrapassam um período de oito horas congeladas. 

As iguanas verdes, como estas que estão caindo das árvores, não são répteis nativos da Flórida. De acordo com dados da Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem do estado, foram introduzidas como passageiros clandestinos em navios de carga e são consideradas uma espécie invasora.

Leia também: Por que devemos parar de chamar algumas espécies de "invasoras"?

Frio na região é o maior em mais de 40 anos

(Fonte: AP/G1/Reprodução)(Fonte: AP/G1/Reprodução)

Assim como as iguanas, a temperatura caiu além do comum na região sul da Flórida. Em West Palm Beach, a manhã foi a mais fria dos últimos 12 anos, fazendo apenas 3 °C, conforme informou o Serviço Nacional de Meteorologia. Já na costa leste, em Vero Beach, o frio foi tão intenso que há mais de 40 anos não se via igual, com termômetros marcando -1 °C.

No último domingo de janeiro, 30, a região registrou -3.9 °C. No dia anterior, o nordeste dos Estados Unidos foi atingido por uma tempestade de inverno. Isso acabou fazendo com que várias outras localidades declarassem estado de emergência. Mais de 1,4 mil voos precisaram ser cancelados.

Uma onda de frio relativamente semelhante atingiu a região em 2010. O receio, conforme afirmou a zoóloga Stacey Cohen, é que se repita o que aconteceu à época, quando uma grande porcentagem da população de iguanas foram exterminadas em virtude das baixas temperaturas.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.