Seja o primeiro a compartilhar

Como funciona a caixa preta de um avião?

Sempre que ouvimos falar de algum acidente com avião ou coisa do gênero, é comum ser mencionada a famosa caixa preta. E para muitos, uma dúvida que fica no ar é: como esse item funciona? Caso essa pergunta também seja sua, então confira como o seu mecanismo entra em ação a seguir.

Gravação necessária

Em linhas gerais, uma caixa preta funciona basicamente com dois mecanismos de gravação: o primeiro é o Cockpit Voice Recorder (CVR), que só grava o áudio na aeronave por meio de, geralmente, três microfones: o do comandante, o do copiloto e um que fica no painel na parte de cima da cabine, responsável por captar o som ambiente do local.

Já o outro sistema é conhecido como Flight Data Recorder (FDR), útil para registrar parâmetros como velocidade do avião (seja ela em relação ao vento ou ao solo), as posições em que as alavancas que controlam as turbinas (conhecidas como manetes) foram colocadas, momentos em que botões foram acionados e alguns outros dados.

A caixa preta de um avião conta com dois mecanismos para gravar dados. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)A caixa preta de um avião conta com dois mecanismos para gravar dados. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Todos esses sistemas costumam ficar juntos nas caixas pretas mais modernas, mas ainda é possível encontrar aviões que trazem o CVR e o FDR em caixas separadas.

Vale mencionar ainda que esses sistemas são realmente duradouros para permitir a sobrevivência desses dados na maior parte das situações e o preço de um item do tipo pode ser algo entre US$ 10 mil e US$ 15 mil.

E ela realmente é preta?

aCaixa preta, que na realidade, geralmente, é laranja. (Fonte: NTSB / Wikimedia Commons / Reprodução)

Para surpresa de alguns, a famosa caixa preta geralmente não apresenta essa cor, sendo substituída por um tom mais chamativo para facilitar a sua localização em caso de acidentes (e na maior parte dos casos, é laranja).

A origem desse nome pode ter duas explicações possíveis: uma é que os primeiros gravadores de aviões criados durante a década de 1940 eram realmente cobertos por uma tampa preta, enquanto a outra data da Segunda Guerra Mundial: os equipamentos eletrônicos usados pelos aviadores da Força Aérea Britânica receberam o nome de black boxes por aparecerem em caixas com cores mais escuras.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.