Seja o primeiro a compartilhar

Participei do encontro de pessoas de alto QI mais restrito do mundo

O Mega Curioso relatou há alguns dias como é o encontro da sociedade de pessoas de alto QI mais restrita do mundo. Trata-se da Triple Nine Society, organização da qual faço parte, e participar deste tipo de encontro é sempre uma experiência que nos acrescenta! Um somatório de diversão, estabelecer contatos, acumular experiências e conhecimento.

Neste evento tive a oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas, cheias de histórias extraordinárias e percursos de vida muito interessantes. Todos são inventores, pode ser de fórmula ou não, mas inventores de ideias criativas. Todos são lógicos, mas nem todos gostam de matemática ou jogar xadrez. Aliás, não vi ninguém jogar. Todos aprendem idioma fácil, mas nem todos falam várias línguas. Somos livres, aprendemos e fazemos o que temos vontade. Seja num laboratório ou cortando relva. As personalidades divergem, assim como a capacidade de comunicação, mas a inteligência e criatividade presentes ajudam a superar, a encontrar caminhos para que se sintam plenos.

O mais importante de tudo é a sensação de ser ouvido com interesse até o final. Assim como podes escutar com vontade, já que os temas são sempre curiosos e, por isso, interessantes.

Um mar de ideias

a(Fonte: Arquivo pessoal)

Sabe aquelas ideias que parecem loucas, mas que há enorme coerência se conseguirmos nos aprofundar nos detalhes tendo como referência o conhecimento? Aquelas que em primeiro impacto parecem loucas, mas que apenas uma extraordinária capacidade é capaz de analisar os pormenores? Desde a fórmula física ou a razão daquela obra ser daquele jeito? Tudo pode ser tema de debate.

Foi principalmente essa interação que me fez sair do meu cotidiano, ter a oportunidade de desenvolver um raciocínio de forma profunda sabendo que me escutavam, acompanhavam, sem necessidade de repetir ou moldar o discurso pela capacidade de raciocínio do outro. É muito gratificante ser entendido no imediato, num discurso em que o outro acrescenta pontos à nossa conversa e até mesmo confirma pensamentos e ideias. Apesar de tudo, a insegurança existe, em diferentes níveis, e é sempre bom confirmar, saber que o outro pensa igual ou chegou nas mesmas conclusões.

Aquelas conversas que outros poderiam não entender e suas palavras viajam num vácuo? Isso não acontece neste encontro. Qualquer história é analisada nos mínimos detalhes, independentemente da sua importância.

Praticamente uma família

a(Fonte: Arquivo pessoal)

Durante este encontro, senti que encontrei a minha “família intelectual”. Foi muito gratificante compreender que alguns dos meus comportamentos e formas de agir têm reflexo noutros seres, e sentir a integração foi extraordinário.

As pessoas que aqui se juntaram têm em comum a sua genialidade, mas divergem em áreas de interesse e histórias de vida, o que torna este tipo de encontro um poço sem fundo em oportunidades de partilhas e trocas de ideias de forma fluída e ferventes em conhecimento.

Por vezes, breves momentos intensamente vividos podem modificar mais do que anos da nossa vida e essa foi a sensação que trouxe comigo após o termino do encontro.

Pegando as palavras de Thorsten, suíço-alemão organizador do evento, este é um dos eventos mais importantes e promissores para pessoas de alto QI, mas o mais importante é conseguirmos partilhar ideias de forma livre e feliz. Estar em contato com pessoas que conseguem terminar os nossos pensamentos e interessam-se genuinamente pelas nossas ideias.

Essa pode muito bem ser a palavra que elejo para descrever este evento: liberdade! Estar, ser, dizer, pensar sem nenhuma barreira com a consciência de que todo o pensamento fluido, toda a ideia partilhada iria encontrar um interlocutor interessado e, ainda mais importante, em plena sintonia, não pela concordância, mas pelo entendimento.

***

Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues, colunista do Mega Curioso, é PhD em Neurociências; mestre em Psicologia; Pós Graduado em neuropsicologia, entre outras pós graduações; licenciado em Biologia e em História, tecnólogo em antropologia, jornalista, especializado em programação Python, Inteligência Artificial e tem formação profissional em Nutrição Clínica. Atualmente, é diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; membro ativo da Redilat; chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, cientista no Hospital Martin Dockweiler, professor e investigador cientista na Universidad Santander de México, diretor da MF Press Global, membro da Sociedade Brasileira de Neurociências e da Society for Neuroscience, nos Estados Unidos; membro da Mensa International, Intertel e Triple Nine Society (TNS), associação e sociedades de pessoas de alto QI, esta última TNS, a mais restrita do mundo; especialista em estudos sobre comportamento humano e inteligência com mais de 130 estudos publicados.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.