Seja o primeiro a compartilhar

O que passa na cabeça dos animais?

Se você tem um animal de estimação dentro de casa, provavelmente já passou muito tempo imaginando como seria se ele pudesse se comunicar como os humanos. Afinal, essas criaturinhas são realmente especiais para nós e cada dia que passa pensamos conseguir decifrar cada vez mais o que eles estão sentindo.

Logo, como saber o que se passa dentro da cabeça de um ser de outra espécie? Será que cães e gatos conseguem sentir os exatos mesmos sentimentos que nós sentimos? Amor, medo, felicidade e tristeza fazem parte da realidade de outros animais? Veja só o que a ciência tem a dizer a respeito desse tema até então!

Emocional animal

a(Fonte: Pixabay)

Caso te perguntassem qual característica torna os seres humanos diferentes de outras espécies na Terra, você provavelmente diria que é o nosso cérebro. Nós aprendemos desde jovens que somos criaturas excepcionais e fundamentalmente diferente de qualquer outro animal que viva por aí.

Ao longo do último século no entanto, alguns cientistas passaram a acumular evidências de inteligência em muitas espécies não-humanas. Por exemplo, os polvos são capazes de resolver quebra-cabeças e os golfinhos podem ser treinados para fazer basicamente qualquer coisa que esteja ao seu alcance.

Logo, um número crescente de estudos vêm revelando que muitas espécies têm muito mais em comum com os humanos do que nós acreditávamos previamente. Quer mais fatos a respeito? Elefantes sofrem a perda de entes queridos, os corvos tendem a responder ao estado emocional de outros corvos e muitos primatas têm a capacidade de desenvolver laços fortes de amizade. Portanto, é possível dizer que não estamos tão isolados assim no mundo.

Proximidade de sentimentos

a(Fonte: Pixabay)

Por muito tempo, o estudo das emoções dos animais sempre foi visto como algo absurdo, uma vez que os seres humanos sempre foram interpretados como uma espécie em um ponto fora da curva. Há algumas décadas, então, os cientistas passaram a admitir que certas espécies eram sencientes, mas que suas experiências não eram nem de longe compatíveis com as nossas — sendo assim insignificantes.

Nos últimos anos, porém, existe uma grande vertente de pesquisadores que já estão se convencendo do fato de que os processos internos de muitos animais são tão complexos quanto os dos humanos. A maior diferença? É que nós somos capazes de comunicar nossos anseios através da linguagem, algo o qual nos dá maior liberdade para discutir nossos sentimentos.

No entanto, somente o fato de reconhecermos as emoções em animais altera completamente a forma como enxergamos o mundo, incluindo tornando diversas situações em algo moralmente relevante. Em termos gerais, ainda estamos bastante longe de chegar a qualquer informação concreta a respeito do que se passa na cabeça de outras espécies por completo, mas abrimos uma porta para seguir nesse caminho.

Afinal, nós ainda não entendemos totalmente nem mesmo o nosso próprio cérebro, quem dirá o de outras criaturas. Enquanto isso, você pode se contentar com o fato de que o seu animal de estimação verdadeiramente possui um sentimento de afeto por você (ou não)!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.