Australiana lesiona pernas após agachar por longo tempo com calças skinny
35
Compartilhamentos

Australiana lesiona pernas após agachar por longo tempo com calças skinny

Último Vídeo

Na última segunda-feira (22), o Jornal de Neurologia, Neurocirurgia e Psiquiatria da Austrália publicou um artigo curioso. Escrito pelo Dr. Thomas Kimber do Royal Adelaide Hospital e outros colegas, o texto relata a história de uma mulher de 35 anos que chegou ao hospital sem conseguir mover as pernas.

Isso aconteceu porque ela tinha passado várias horas daquele dia agachada, enquanto ajudava uma amiga que havia acabado de se mudar a esvaziar diversas caixas. Um detalhe importante é que, durante todo o tempo em que ficou na posição incômoda, ela usava um par de calças jeans do tipo skinny, bastante apertado.

Quando voltava para casa, a mulher sentiu que suas pernas estavam inchando dentro das calças e seus pés ficaram dormentes, o que fez com que tropeçasse e não conseguisse mais levantar. Ela então relatou que passou várias horas caída antes que alguém a encontrasse e a levasse a um hospital.

Caso de internação

Quando o médico analisou o problema nas pernas da mulher, que não quis ser identificada, percebeu que o longo período em que ela permaneceu agachada comprimiu os nervos das panturrilhas, o que prejudicou a irrigação sanguínea na área. O jeans extremamente apertado só piorou o quadro, lesionando também os músculos.

O inchaço em seus membros inferiores era tão severo que o par de calças precisou ser cortado e a paciente ficou um tempo internada para reverter o quadro de síndrome compartimental que se formou. Ao receber alta, quatro dias depois, ela ainda apresentava alguma fraqueza nas pernas, mas saiu andando do hospital e se recuperou completamente, segundo o artigo apresentado pelo Dr. Kimber.

Fica então a dica para quem gosta desse e de outros modelos de roupas mais apertados: Não use vestimentas assim para fazer qualquer tipo de atividade que vá exigir grande esforço físico. Isso pode acabar prejudicando sua saúde de uma forma muito mais séria do que você possa imaginar.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.