Mito ou verdade: suas orelhas e seu nariz continuam a crescer com a idade?
120
Compartilhamentos

Mito ou verdade: suas orelhas e seu nariz continuam a crescer com a idade?

Último Vídeo

Algumas pessoas até se assustam ao comprovarem isso em fotos antigas de família: as orelhas ou o nariz (quem sabe ambos) do vovô ou de parentes mais velhos aparentam estarem maiores hoje em dia. Como isso pode acontecer? Será que realmente essas saliências faciais crescem mais do que os outros membros em nosso corpo? A resposta é... Não!

Pesquisando sobre isso, você até vai encontrar matérias e artigos que afirmam que as nossas orelhas e nosso nariz crescem porque são compostos por cartilagem e ela é o único tecido conjuntivo que cresce a vida toda. Sim, até aí está tudo certo. Porém, o crescimento da cartilagem elástica (que compõe as orelhas) é insignificativo após os 18 anos.

Um estudo realizado pela revista The Laryngoscope com a participação de quase 2 mil voluntários de ambos os sexos e de idades variadas concluiu que, com o passar dos anos,  o nariz e as orelhas sofrem uma frouxidão da gordura e a pele fica flácida. Logo, a gravidade cumpre o seu papel e a estrutura se alonga, causando o efeito que nós vemos.

Fonte da imagem: Reprodução/Pixabay

Quando as fibras de colágeno e elastina que compõem a cartilagem começam a se quebrar (o que causa a frouxidão da pele), não tem jeito: o tecido se estica e cede. Você pode constatar isso em outras partes do corpo de uma pessoa idosa: nos braços, no lábio e nas bochechas. As rugas, inclusive, fazem parte desse processo. O fato de a boca e o rosto perderem volume faz com que as orelhas e o nariz pareçam ainda maiores.

Mais curiosidades

  • Outros estudos foram realizados sobre o tema e chegou-se à conclusão de que as orelhas alongam 0,22 mílimetro por ano após os 35 anos (quando começamos a perder colágeno e elastina). As pesquisas sobre a relação de alongamento/idade são tão sérias que podem ser usadas por cientistas forenses para determinar a idade aproximada de uma pessoa.
  • A estrutura esquelética dos tubarões é composta principalmente de cartilagem. Eles, sim, possuem um crescimento significativo e tendem a crescer ao longo de suas vidas. Felizmente isso não acontece para nós, seres humanos!

*Publicado originalmente em 20/03/2014.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.