(Fonte da imagem: Thinkstock)

Você já percebeu que a maioria de nós, quando está pensando em algo para dizer, normalmente pronuncia uns “hummmm” ou “hammm” antes de dar uma resposta? O pessoal do site Life’s Little Misteries decidiu pesquisar a origem desses “vocábulos” e descobrir o motivo de não aparecem em quase nenhum dicionário.

Segundo Anatoly Liberman, um linguista da Universidade de Minnesota e especialista em origens de palavras, é possível que essa palavra e suas variações tenham se difundido do francês ao inglês. Entretanto, seria impossível rastrear a sua origem verdadeira ou a época exata em que surgiu, pois a palavra é tão natural que... Vai saber quem foi o primeiro a pronunciá-la?

Tradução subjetiva

Além disso, embora não sejam realmente palavras, esses ruídos que fazemos estão entre os vocábulos que mais pronunciamos durante o discurso. E, apesar de servirem como um intervalo entre uma ideia e outra, eles também indicam que estamos pensando no que vamos dizer a seguir.

Aliás, apesar de não aparecerem em nenhum dicionário, você já reparou que essas expressões também têm vários significados? Quando é mais curtinho, por exemplo, o som pode significar que você não entendeu ou não escutou alguma coisa direito; quando é mais prolongado, pode querer dizer que você está pensando profundamente em algo ou, inclusive, que concorda com alguma ideia.

Sua interpretação depende do tom e duração, mas, seja lá qual for a língua que você fala, os famosos “hummm” e “hammm” serão sempre mais fáceis de dizer do que qualquer outra palavra presente em qualquer dicionário.

Fonte: Life’s Little Misteries