Confira algumas curiosidades sobre os aniversários na China
135
Compartilhamentos

Confira algumas curiosidades sobre os aniversários na China

Último Vídeo

Os aniversários aqui no Ocidente — salvo algumas tradições culturais — são celebrados de maneira relativamente semelhante, com comemorações que marcam cada ano de vida completado pelo aniversariante, contando a partir da data de nascimento do indivíduo. Contudo, na China as coisas são um pouquinho diferentes, com festas cheias de simbologia e tradições bem peculiares.

1 mês = 1 ano!

Por lá, os anos de vida começam a ser contados a partir do momento em que ocorre a concepção. Assim, para os chineses — que seguem o calendário lunar —, quando um bebê completa um mês de vida é comemorado o seu primeiro aniversário. Essa celebração, aliás, é muito importante, e o costume surgiu no passado, quando o índice de mortalidade entre os recém-nascidos era muito alto.

Fonte da imagem: Reprodução/October Moon

Portanto, aos 30 dias de vida, basicamente se comemora o fato de que o bebê tenha “vingado”. Além disso, é durante essa celebração que os chinesinhos são apresentados pela primeira vez aos parentes e amigos mais próximos da família, e também quando seus nomes são oficialmente informados a todos os presentes.

A festa também marca a volta das mães à vida em sociedade, pois durante o primeiro mês após o parto elas não podem sair de casa. Muitas delas inclusive sequer saem de suas camas durante esse período, e o motivo disso é evitar que entrem em contato com qualquer agente patogênico que possa afetar o bebê. Sendo assim, o festejo dos 30 dias também celebra a volta à liberdade para as pobres mães.

Primeiro aninho = 2 anos!

Fonte da imagem: Reprodução/CITS

Quando o bebê completa dois anos — ou um ano de vida de acordo com o nosso calendário —, outra festa tradicional acontece. Nessa ocasião, vários objetos são colocados diante da criança, e os participantes observam atentamente qual deles o bebê pegará primeiro. A escolha pode apontar que caminho o chinesinho traçará no futuro, e, apesar de parecer pura superstição, não pense que essas escolhas não são levadas a sério!

Os objetos mais comuns consistem em um livro ou caneta (que indica um futuro acadêmico), dinheiro (que aponta para uma carreira como empresário, e com a conta bancária bem recheada), um carimbo (que simboliza um futuro como funcionário público ou oficial) e um brinquedo qualquer (que indica que a criança terá uma vida repleta de prazeres).

Bagunça

Fonte da imagem: shutterstock

Sob o nosso ponto de vista ocidental, contar quantos anos os chineses têm pode parecer bem confuso. Isso porque todo mundo também “faz aniversário” cada vez que ocorre o ano novo chinês. Além disso, as celebrações seguindo o calendário gregoriano estão se tornando mais populares conforme os chineses vão ficando mais ocidentalizados. No entanto, como muitos ainda seguem o calendário lunar, isso significa que, tecnicamente, muita gente comemora os aniversários duas vezes por ano!

Decoração da festinha

Fonte da imagem: Reprodução/Culture-4-Travel

Os aniversários, como você percebeu, não são comemorados da mesma forma que no Ocidente, e nem sempre ocorrem festas anuais. Contudo, quando a celebração ocorre, ela sempre é considerada uma ocasião especial, para a qual familiares e amigos são convidados. E existem alguns elementos que não podem faltar nos festejos, como ovos pintados de vermelho e gengibre, que são considerados especialmente significativos.

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Para os chineses, os ovos simbolizam a fertilidade e a renovação da vida, enquanto o gengibre — muito usado como uma planta medicinal — simboliza a força vital, já que tem o poder de defender o organismo contra a umidade e o frio. A cor vermelha representa a prosperidade e é muito comum em celebrações, tanto que os trajes tradicionais de casamento usados pelas noivas, por exemplo, são dessa cor e não brancos.

Além disso, uma comida que não pode faltar nessas ocasiões é o tradicional macarrão, que representa vida longa e não pode, sob nenhuma circunstância, ser cortado, pois simbolizaria que a vida do aniversariante estaria sendo cortada também! Outro alimento que também está sempre presente na mesa são os pêssegos, que também representam a longevidade.

Crescidinhos

Fonte da imagem: shutterstock

Apesar de os dois primeiros aniversários serem especialmente significativos para os chineses, os subsequentes também são importantes. No entanto, alguns aniversários são considerados como marcos especialmente marcantes. Assim, aos 20 anos os chineses iniciam a vida adulta, enquanto os 30 anos marcam a idade na qual eles já deveriam ter carreiras estáveis e iniciado uma família.

Para os chineses, aos 40 é quando eles alcançam a plenitude e aos 50 eles comemoram a sabedoria que acumularam durante esses anos. Aos 60 se comemora a vida e a família com uma grande celebração, que conta com a presença de filhos e netos. Além disso, para os chineses aos 60 anos há muito o que se celebrar, já que no passado muito poucos chegavam a essa idade, sem contar todo o conhecimento que acumularam no decorrer de suas vidas.

***

E você, leitor, já conhecia essas interessantes tradições relacionadas aos aniversários na China? Conhece mais alguma que não incluímos na matéria? Você sabe de mais algum país no qual os aniversários são comemorados de maneira bem diferente da nossa? Não deixe de contar para a gente nos comentários.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.