5 das piores mães do reino animal
115
Compartilhamentos

5 das piores mães do reino animal

Último Vídeo

Nem todas as mães deste mundo são tão amorosas e sensacionais como a sua, e no reino animal podemos encontrar vários exemplos de filhos que precisam andar com muito, muito cuidado. Isso porque, no caso das “mães” que listamos a seguir, considerando os padrões humanos, você vai descobrir que elas podem ser pra lá de cruéis e omissas. Confira:

1 – Mães desnaturadas

Vai dizer que você quase não teve um ataque de fofurice ao olhar para a foca acima? No entanto, as mães desses bichinhos são meio desnaturadas! Esses animais cuidam de suas crias apenas durante os primeiros doze dias de vida dos pequeninos, e depois desse período, as mães focas simplesmente abandonam os filhotes, deixando-os supervulneráveis ao ataque de predadores.

Os coitados precisam se virar sozinhos durante aproximadamente mês e meio, período no qual eles perdem cerca de metade de seu peso corporal. No entanto, passado esse intervalo de jejum, eles finalmente estão prontos para nadar e começar a capturar suas próprias presas. Aliás, com uma “infância” difícil desse jeito, não é a toa que pelo menos 30% dos filhotes de foca não sobreviva ao primeiro ano de vida.

2 – Mães espertinhas

As mães cuco são bem espertinhas! Elas põem seus ovos nos ninhos de outras aves que, além de chocarem os ovinhos que não são delas, cuidam dos “cuquinhos”. O pior, é que os passarinhos adotivos são uns desagradecidos, pois é bastante comum que eles saiam dos ovos antes que os demais e, portanto, se desenvolvam antes que os filhos legítimos da mãe adotiva, forçando os coitados para fora do ninho que, por sua vez, acabam morrendo.

3 – Mães canibais

Você acha que os filhotes de hamster são fofinhos? As mães deles também! Tanto que é comum que as fêmeas devorem suas crias e, segundo alguns pesquisadores, a razão disso seria a necessidade de obter uma dose extra de proteína durante o período de lactação. Além disso, a carnificina também pode estar relacionada com o cheiro que os humanos deixam nos pequeninos quando tocados, o que levaria as mães ficar confusas com relação aos bichinhos.

4 – Mães negligentes

Se você tem irmãos, o que a sua mãe fazia quando vocês se engalfinhavam em alguma briga? Ela provavelmente intervinha separando vocês e, quem sabe, até colocava todo mundo de castigo. Pois as mães águias da espécie Ictinaetus malayensis não fazem absolutamente nada quando o circo pega fogo no ninho. Aliás, frequentemente elas simplesmente assistem enquanto os filhotes se estranham, inclusive quando os maiores e mais fortes matam os menores.

5 – Mães seletivas

Você já ouviu falar de mães que têm filhos favoritos? Um exemplo dessas mães são as dos besouros do gênero Nicrophorus, que põem suas larvas nas carcaças de ratos mortos. Para alimentar as larvinhas, a “besoura” vai devorando o animal e regurgitando a carne para os filhos.

No entanto, como a comida não é suficiente para todos, apenas os queridinhos — ou as larvas que ganham a atenção do besouro — ganham a comidinha, e os demais acabam sendo devorados pela própria mãe.

*Publicado em 9/5/2014

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.