Velociraptor: fatos e curiosidades sobre este vilão do Parque Jurássico
70
Compartilhamentos

Velociraptor: fatos e curiosidades sobre este vilão do Parque Jurássico

Último Vídeo

Se você já assistiu o longa metragem “Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros”, com certeza já sabe mais ou menos o que é um Velociraptor, pois a espécie surge em algumas cenas do famoso filme holywodiano. Pensando justamente nisso, a equipe do Mega Curioso decidiu reunir diversas informações e curiosidades sobre essa temida criatura de tempos passados.

Origem e procedência

Antes de tudo, vale a pena citar que esse veloz animal está relacionado ao tipo de dinossauro terópode, vivendo no Planeta Azul há aproximadamente 85 a 70 milhões de anos — “far far away” —, durante a última parte do período Cretáceo. Contudo, foi somente no ano de 1924 que ele foi nomeado oficialmente como Velociraptor por Henry Fairfield Osborn, presidente do Museu Americano de História Natural.

De acordo com Henry, o nome da espécie foi resultado da junção de duas palavras em latim: “velox” (rápido) e “raptor” (ladrão), como uma breve descrição de sua agilidade e dieta carnívora. Além disso, antes de chegar ao nome final, o bicho iria ser chamado de Ovoraptor djadochtari, mas a ideia foi deixada de lado.

De acordo com os especialistas de plantão, existiram duas variações de Velociraptors: V. mongoliensis e V. osmolskae, mas a segunda foi descoberta apenas em 2008, devido a um crânio encontrado em terras chinesas — precisamente na Mongólia.

Características anatômicas

A espécie era bem semelhante ao Deinonychus e Achillobator (Dromaeossaurídeos), mas com o tamanho menor, podendo chegar somente a dois metros de comprimento e 50 centímetros de altura. Com isso, seu peso não era enorme: variava entre sete e 15 kg — bem diferente da forma em que ele foi retratado nos estúdios de HolyWood.

Em 1999, pesquisas mostradas no jornal “Acta Palaeontologica Polonica” revelaram que o crânio da espécie era longo e baixo, medindo cerca de 25 cm de comprimento. Além disso, tinha uma superfície côncava e o fundo convexo, com o nariz voltado para cima — diferente de outros tipos de Dromaeossaurídeos que pisaram na Terra.

A boca do Velociraptor era perigosa e ágil, e suas mandíbulas (inferior e superior) tinham cerca de 26 a 28 dentes cada uma. Como a borda de cada dente era bastante serrilhada e sua cauda trazia muita agilidade locomotora — especialmente na hora de pular ou correr em altas velocidades —, capturar presas rápidas não era problema nenhum para a criatura.

Por fim, de acordo com a revista PLOS ONE, as maõs da espécie traziam três garras curvas em cada uma, além de possuir uma garra em forma de foice no segundo dedo de cada pé — similar as aves modernas de rapina.

Penas? Como assim?

De acordo com alguns especialistas, os ancestrais do Velociraptor tinham penas e eram capazes de voar. Em setembro de 2007, pesquisadores descobriram alguns “pinos” de pena no antebraço de um raptor. Esses desníveis mostram onde as penas ficavam, indicando que a espécie também tinha penas.

Com a palavra, o paleontólogo Alan Turner: “A falta de botões de penas não significa necessariamente que um dinossauro não tinha penas. Encontrar botões de penas em um Velociraptor, porém, significa que ele definitivamente tinha penas. Isso é algo que tinha suspeitado por muito tempo, mas ninguém tinha sido capaz de provar.”

O que eles comiam?

Como a dedução é de que a espécie tinha sangue quente, supõe-se que ele devia necessitar de grandes quantidades de carne para ter energia em suas caçadas. De acordo com David Hone, paleontólogo do Queen Mary University of London, eles também se alimentavam de insetos, anfíbios, répteis, mamíferos e dinossauros menores (Protoceratops e Pterossauro Azhdarchídeo eram alguns deles) — um banquete completo.

Descobertas

Só para você tomar nota, saiba que o primeiro fóssil da espécie foi encontrado por Peter Kaisen, em uma expedição do Museu Americano de História Natural ao deserto de Gobi — que encobre as regiões sul da Mongólia e a parte norte da China — em 1923. Já o tipo Velociraptor mongoliensis foi descoberto apenas em Djadochta (Djadokhta), na província de Ömnögovi, na Mongólia.

***

E você, leitor, já sabia dessas informações sobre o Velociraptor? Gosta de dinossauros? Não deixe de compartilhar sua informação com a gente nos comentários abaixo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.