03
Compartilhamentos

Dó ré mi: você sabia que as notas musicais surgiram por conta de um santo?

Pergunte para qualquer pessoa quais são as sete notas musicais que você vai ter sempre a mesma resposta: dó, ré, mi, fá, sol, lá, si. Mesmo que a pessoa não seja estudiosa dos arranjos harmônicos, as mais básicas estruturas musicais são praticamente de conhecimento geral. Isso, é claro, se você fizer essa pergunta para pessoas em países latinos. Em regiões anglo-saxônicas, as notas são definidas por letras: A (lá), B (si), C (dó), D (ré), E (mi), F (fá) e G (sol).

Porém, vamos nos focar com as notas que estamos mais acostumados. Ela é usada por quem estuda música nas línguas portuguesa, espanhola, turca, russa, romena, árabe, búlgara, flamenca, francesa, grega, hebraica, italiana, mongol, ucraniana, persa e turca. O responsável pelo “dó, ré, mi” se chama Guido D’Arezzo, um monge italiano que nasceu no ano 991 d.C.

Quando damos um nome a uma nota musical, chamamos isso de solmização. Acredita-se que a primeira vez que isso aconteceu foi na Índia antiga, mas o processo era muito diferente do que temos hoje. Isidoro de Sevilha, arcebispo espanhol que viveu entre os anos 560 e 636 d.C. notou que esse sistema podia gerar complicação já que essas notas não tinham como ser gravadas e por isso podiam ser esquecida.

Notas musicais

Guido D’Arezzo buscou maneiras de resolver esse problema, criando um sistema que fosse fácil de ser lembrado. Sabe os macetes que você aprende no cursinho para decorar seno e cosseno? Guido fez o mesmo com as notas musicais, usando, para isso, uma música de conhecimento bastante amplo na época: o Hino a São João Batista.

É importante lembrar que Guido era um monge beneditino, portanto os cânticos religiosos facilitavam o estudo da música. O cara pegou a primeira sílaba de cada estrofe do cântico e nomeou as sete notas. O hino, em latim, era:

Ut  queant laxis     re sonare fibris
Mi ra gestõrum     fa muli tuõrum,
Sol ve polluti     la bii reatum,
S ancte  I õhannes.

Essa música pode ser traduzida como: “Para que seus servos possam, com vozes soltas, ressoar as maravilhas de suas ações e limpar a culpa de nossos lábios manchados, ó São João”. Como você pode notar, orginalmente as notas musicais se chamavam: “ut”, “re”, “mi”, “fa”, “sol” e “la”. A “si” só foi incorporada no século 18!

Já “ut” caiu em desuso em 1693, porque sua pronúncia no solfejo – o exercício para aprender as notas – era bastante complicada. A nota “dó” provavelmente vem de “Dominus”, que significa “Senhor”, em latim. Mesmo assim, em algumas regiões, como na França, a “ut” ainda é a primeira nota musical. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.