Drops Históricos #26: Sua dose semanal de História aqui no Mega

Drops Históricos #26: Sua dose semanal de História aqui no Mega

Último Vídeo

: "adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro; sentimento de quem acredita em determinadas ideias ou princípios religiosos", segundo o dicionário Aurélio.

Por aquilo em que acreditam, as pessoas enfrentam grandes disputas e vão à guerra, pois a crença em um ser e um poder maior do que elas próprias é o que as move. A fé está presente em dois momentos nos fatos que marcaram a história da humanidade entre os dias 24 e 30 de setembro desde o século 7.

Na edição de número 26 da coluna semanal Drops Históricos, você acompanha alguns fatos relacionados à fé, a disputas territoriais e a liberdades individuais.

Confira!

24 de setembro

622: Maomé chega a Medina

As disputas religiosas acontecem desde que o mundo é mundo, e foi em um período de intensa intolerância ligada à fé que o profeta Maomé deixou a cidade de Meca e rumou em direção a outra região, conhecida como Iatrebe, onde se encontra Medina, atualmente.

Na época, ele iniciou essa migração para fugir do preconceito contra os muçulmanos e iniciar uma nova comunidade, que foi a primeira comunidade islâmica de que se tem notícia. No dia 24 de setembro, ele completou o trajeto de cerca de 350 quilômetros em uma viagem que ficou conhecida como Hégira.

25 de setembro

1998: É inaugurado o Museu do Café do Brasil

Localizado em Santos (SP), o Museu do Café fica em um prédio construído em 1922 que abrigou a Bolsa Oficial do Café durante várias décadas. Em 1998, depois de passar por um breve restauro, o edifício foi transformado em um museu que resgata a arquitetura eclética do início do século e reúne também itens que mantêm viva a memória de um dos mais importantes períodos da história do país: o da cultura cafeeira.

A proximidade com o litoral e com a possibilidade de exportar as sacas de café não é à toa, e o prédio luxuoso foi construído ali para facilitar a comercialização, bem como firmar o café como um dos grandes focos do país, economicamente.

26 de setembro

1777: Britânicos capturam a Filadélfia

Durante a segunda metade do século 18, os Estados Unidos lutaram contra o Reino Unido para garantir sua autonomia em relação ao colonizador, naquela que ficou conhecida como a Guerra da Independência.

Um dos episódios mais importantes da Revolução Americana pela independência aconteceu na Filadélfia, que na década de 70 se tornou um dos maiores focos de resistência. Depois que a Declaração da Independência foi assinada, em 4 de julho de 1776, foi ali que o governo do país recém-formado foi sediado. Em 26 de setembro de 1777, forças britânicas invadiram a cidade para tentar retomar o poder. A normalidade só foi restaurada 6 anos depois.

27 de setembro

1998: Criação do Google

É isso mesmo, nesta semana o Google comemora exatamente 20 anos de existência. Em 1996, os então estudantes Larry Page e Sergey Brin começaram a desenvolver uma forma de realizar pesquisas e concentrar dados utilizando a internet. Quando deram os primeiros passos para tentar categorizar os resultados de busca na internet, eles chamaram a ferramenta de BackRub, mas mudaram para Google logo em seguida.

Depois de receber uma doação de 100 mil dólares do cofundador da Sun Microsystems, Andy Bechtolsheim, o empreendimento decolou.

28 de setembro

1871: Aprovação da Lei do Ventre Livre no Brasil

Antes que a Princesa Isabel pudesse abolir a escravatura nas já independentes terras colonizadas pelos portugueses, em 1888, a libertação da população negra e índia que era escravizada começou com uma medida que ficou conhecida como a Lei do Ventre Livre. Trata-se de um decreto que foi promulgado e entrou em vigor em 1871, definindo que todos os filhos de escravos que nascessem a partir de então já não seriam mais escravos; ou seja, seriam livres.

O político, diplomata e jornalista responsável pela assinatura do decreto foi José Maria da Silva Paranhos, o Visconde do Rio Branco.

29 de setembro

1911: Itália declara guerra ao Império Otomano

Conhecida como Guerra Ítalo-Turca, a disputa entre o então Reino de Itália e o Império Otomoano teve como motivo a briga pela posse da região da Líbia. Embora tenha durado apenas 1 ano, ela foi importante porque ajudou a redefinir a estrutura política da Europa. É curioso pensar que tudo isso aconteceu há pouco mais de 100 anos, e hoje nem sequer existe um Império Otomano.

30 de setembro

1452: Primeiro livro é impresso no mundo

Você já se perguntou como foi o início da imprensa na história da humanidade, qual foi o primeiro livro impresso e que história ele contava? Pois bem, na primeira vez em que uma prensa registrou palavras em uma folha de papel em branco, a história que ela trazia era a da Bíblia.

Esse exemplar ficou conhecido como "A Bíblia de Gutenberg", já que foi impressa pelo criador da prensa, Johann Gutenberg, que vivia na região que agora é a Alemanha. O livro também foi chamado de Bíblia de 42 linhas, por motivos óbvios, e tinha 1.282 páginas com as palavras distribuídas em duas colunas.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.