Drops Históricos #54: Sua dose semanal de História aqui no Mega

Não há paz sem negociações. Se países e governantes não conseguem chegar a um acordo, o caos se instaura; e a incapacidade de governar com diplomacia já levou o mundo a presenciar guerras ao longo da história da humanidade.

Às vezes, no entanto, a tentativa de negociar a paz por meio de uma saída diplomática pode levar os agentes da causa à morte. Foi o que aconteceu com Abraham Lincoln, presidente dos Estados Unidos, em 1965. Responsável pela abolição da escravidão em um país marcado pela cultura escravocrata, ele acabou sendo vítima da própria militância — muito embora se diga que o próprio Lincoln tinha escravos.

Em outros casos, a diplomacia acontece na forma de uma negociação comercial. Antes das grandes guerras mundiais, os Estados Unidos e a União Soviética conseguiam se acertar a ponto de uma nação vender o Alasca à outra. Quase 1 século depois, essa relação ficou bem menos amigável, quando a corrida espacial acirrou o conflito entre os dois países com dois fatos que, por coincidência ou não, fazem aniversário nesta semana.

Confira a seguir alguns dos acontecimentos que marcaram os próximos 7 dias na história:

8 de abril

1820: descoberta da Vênus de Milo

Uma das mais antigas esculturas do mundo ainda existentes, a Vênus de Milo está exposta no Museu do Louvre, mas foi criada na Grécia Antiga. Não se sabe exatamente por quem ela foi esculpida, e sua autoria já chegou a ser atribuída a artistas como Praxíteles e Alexandre da Antioquia — é por este último, do período Helenístico, que atualmente se acredita que ela tenha sido feita.

A Vênus de Milo tem esse nome porque foi descoberta na Ilha de Milo, em 1820, quando o local ainda pertencia ao Império Otomano. Embora sua história seja cercada por controvérsias, a versão mais aceita é a de que tenha sido encontrada por um camponês chamado Yorgos Kentrotas enquanto ele procurava por pedras para construir um muro. A estátua acabou sendo comprada pela França, onde está até hoje.

9 de abril

1867: Estados Unidos compram o Alasca

No dia 30 de março de 1867, 7,2 milhões de dólares foi o preço que a Rússia cobrou pelo território do Alasca, quando o vendeu aos Estados Unidos. Pouco mais de uma semana depois, o acordo foi ratificado pelo senado norte-americano com 37 votos a 2.

A negociação foi feita pelo então secretário de estado, William H. Seward, e pelo ministro russo para os Estados Unidos, Eduard de Stoeckl.

10 de abril

1919: morte de Emiliano Zapata

Foto: Domínio público

Emiliano Zapata Salazar foi um dos grandes líderes da Revolução Mexicana, que começou em 1910 como uma resposta social à ditadura imposta por Porfirio Díaz. Chefe do vilarejo San Miguel Anenecuilco, no estado de Morelos, no qual cresceu, Zapata se envolveu com a luta dos indígenas e pequenos fazendeiros locais que queriam manter suas terras, as quais estavam sendo entregues pelo governo de Díaz a grandes latifundiários.

Quando a revolução aconteceu, Zapata tomou parte e ajudou a derrubar o político do poder, mas, em 9 de abril de 1919, exatamente 100 anos atrás, perdeu a vida por conta de sua luta, com apenas 39 anos. Em um tempo repleto de conflitos, ele foi convidado por um general, Jesús Guajardo, para um encontro no qual deveriam discutir a situação do país; sem piedade, o general atirou em Zapata sem lhe dar tempo para reagir. Até hoje, o movimento zapatista é uma referência na luta pela reforma agrária e pelos direitos de grupos sem-terra.

11 de abril

1970: lançamento da Apollo 13

Muitos pensaram que, depois que a Apolo 11 finalmente levou o homem à Lua, a ânsia por viajar até o satélite natural da Terra pararia por aí. Não foi o caso, e a NASA continuou enviando seus astronautas em missões com essa finalidade.

Em 11 de abril de 1970, às 19h13, um foguete Saturno V SA-508 operado pela agência espacial decolou do Cabo Canaveral, na Flórida. A bordo estavam o comandante Jim Lovell; o piloto do módulo lunar, Fred Haise; o piloto do módulo de comando, John Swigert; o comandante reserva, John Young; e o piloto reserva do módulo lunar, Charles Duke.

A missão acabou sendo abortada depois que um acidente causado por uma explosão no módulo de serviço impediu a descida do satélite. Apesar disso, os tripulantes conseguiram voltar à Terra em segurança, menos de uma semana depois.

12 de abril

1961: Iuri Gagarin faz primeiro voo orbital tripulado

Para quem prestou atenção nas aulas de Ciências da escola, o nome de Iuri Gagarin não é estranho. Isso porque, no dia 12 de abril de 1961, ele foi o primeiro homem a tripular um voo orbital em uma cápsula espacial. Com apenas 27 anos de idade, o cosmonauta fez um voo de 108 minutos pela órbita da Terra a bordo da nave Vostok 1, tendo saído da base Baikonur Cosmodrome, no Cazaquistão. Gagarin faleceu 7 anos depois, em 1968, durante um treinamento espacial.

13 de abril

1953: CIA inicia projeto MKULTRA

Existe uma série de teorias da conspiração sobre ações desenvolvidas pelo governo dos Estados Unidos nos mais diversos períodos desde que o país começou sua empreitada para se tornar a grande potência internacional que é hoje. Entre manipulações e grandes golpes, por que não um programa de controle de mentes?

Por mais Pink & Cérebro que pareça, existe um rumor pautado em uma série de fatos que sugere que a Agência de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) teria começado um programa do tipo, chamado MKULTRA, sob o comando do seu então diretor, Allen Dulles. Embora o governo negue que experimentos que violaram os direitos humanos tenham acontecido, admite que o projeto envolvia modificação de comportamento.

Hipnose, choques, indução à confusão, intoxicação por álcool foram algumas das técnicas estudadas pelo MKULTRA, que tinha como chancela a ideia de proteger os soldados contra lavagem cerebral. O estudo, parte do programa Stargate, foi uma das inspirações para a série "Stranger Things"!

14 de abril

1865: assassinato de Abraham Lincoln

A história das disputas de poder mundo afora é marcada por assassinatos, e um dos mais emblemáticos é o do ex-presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln. Empossado em 4 de março de 1861, ele foi o 16º a ocupar o cargo, aos 52 anos, bem no período da Guerra Civil. Conhecido por ser o presidente norte-americano responsável pela abolição da escravatura, Lincoln era odiado pelo escravocratas, e foi isso que levou à sua morte.

Pouco depois das 22h, em 14 de abril de 1865, o ator John Wilkes Booth entrou na cabine presidencial do Ford's Theater, em Washington D.C. e atirou no presidente. Quando Lincoln se inclinou para frente em seu assento, Booth saltou para o palco e escapou pela porta dos fundos. Um médico na plateia correu para examinar o presidente paralisado, que foi levado pela rua até a pensão Petersen, onde morreu na manhã seguinte.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.