Homem confessa assassinato só para ter neve removida da estrada

Último Vídeo

No sábado passado (13), um ucraniano insatisfeito com o bloqueio da estrada de sua região por uma forte nevasca tomou uma atitude radical: confessou o assassinato fictício do seu padrasto a facadas somente para que a polícia de Grybova Rudnya removesse toda a neve do caminho.

Fonte: harrydonna/Pixabay/Reprodução
Fonte: harrydonna/Pixabay/Reprodução

Em declaração à imprensa local, a polícia da vila, que fica na região de Chernihiv, na Ucrânia, disse ter recebido a chamada do homem através do número nacional de emergência, na qual confessou o horrível crime: havia começado uma acalorada discussão com o padrasto, e acabou esfaqueando o idoso no peito com uma faca.

Na confissão, o suposto agressor afirmou ainda que a vítima havia desmaiado e não estava respirando. Apavorado, ele dizia estar disposto a se entregar se a polícia conseguisse chegar até sua casa. Como as pesadas nevascas haviam bloqueado a estrada para Grybova Rudnya, o “assassino” ainda deu uma última dica: trazer um veículo limpa-neve caso quisessem prendê-lo.

Fonte: Polícia Nacional da Ucrânia/Reprodução
Fonte: Polícia Nacional da Ucrânia/Reprodução

A diligência policial

Surpresos com uma ocorrência tão nefasta em uma região normalmente pacata, a polícia partiu em seu carro-patrulha logo após o limpa-neve realizar o seu trabalho. Embora esperasse trazer o assassino confesso sob custódia, os policiais se prepararam para eventuais contratempos.  

No entanto, quando chegaram à cena do crime, em vez de horror e tragédia, o que encontraram foi uma casa de aldeia bem cuidada com dois habitantes sorridentes: a suposta vítima caminhando normalmente sem nenhum ferimento, e o suspeito de assassinato que prestou uma segunda confissão: ele havia feito uma denúncia falsa.

Fonte: Mark Newman/Getty Images/Reprodução
Fonte: Mark Newman/Getty Images/Reprodução

A porta-voz da polícia, Yuliya Kovtun, explicou aos jornalistas que o homem disse que estava simplesmente insatisfeito com a forma pela qual as autoridades municipais estavam tratando os habitantes das aldeias, e por isso decidiu fazer com que a polícia finalmente limpasse a neve conforme o desejo dos moradores.

No depoimento, ele reconheceu que o limpa-neve estava passando de vez em quando na área, mas admitiu não estar satisfeito com a qualidade e a frequência dos serviços de limpeza. Por registrar uma reclamação falsa e ocupar os funcionários públicos, o homem terá que pagar uma multa de até 119 hryvnias (R$ 23), o que acabou se revelando um bom negócio.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.