Escritórios no tamanho de cabines telefônicas surgem no Japão

Antes da pandemia, escritórios compartilhados e conhecidos popularmente como espaços de coworking foram tendência entre empreendedores. Agora, com o avanço da infecções por coronavírus, uma das soluções encontradas para atender essa demanda foi a construção de escritórios individuais e com o tamanho de cabines telefônicas. A invenção já foi vista em diferentes regiões do Japão.

Os protótipos foram anunciados pela 1ª vez em 2019, pela empresa Mitsubishi Estate em parceria com a Okamura, V-Cube e Telecube. Os dispositivos foram testados em 2018 e, até 2023, espera-se que mil cabines estejam espalhadas pelo país. Até o momento, 100 já foram instaladas em lojas, estações de trem e aeroportos.

Conheça os escritórios no tamanho de cabines telefônicas

Conhecidas também como cápsulas de trabalho, as cabines contam com pouco mais de 1 metro quadrado e são equipadas com isolamento acústico, cadeira, mesa e tomadas elétricas. Um sistema de ventilação também foi instalado para reduzir as chances de contaminação pelo coronavírus.

Além disso, existem duas versões dos escritórios: uma individual e uma que comporta até duas pessoas para encontros de negócios.

Os usuários devem alugar o espaço por 250 ienes (cerca de R$ 10) para 15 minutos de uso. No caso de empresas, é possível realizar um plano de assinatura corporativa.

(Fonte: Telecube/Divulgação)
(Fonte: Telecube/Divulgação)

Um objetivo do escritório é resolver imprevistos do trabalho. Ou seja, quem estiver fora do horário, mas precisar resolver alguma emergência, poderá encontrar uma cabine e resolver o problema imediatamente. Logo, as cápsulas otimizam o tempo e ajudam os profissionais.

Ainda não há previsão de instalação das cabines de trabalho em lugares fora do Japão, mas a ideia deve se popularizar entre outras empresas. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.