Seja o primeiro a compartilhar

3 atletas profissionais que morreram competindo

A vida de um atleta profissional é baseada em dar tudo de si para desempenhar o mais alto rendimento em seu esporte de atuação. Isso, por muitas vezes, significa abdicar de noites de bebedeira ou comidas gordurosas para se preservar fisicamente para sessões incessantes de treinamento rigoroso.

Entretanto, assim como acontece em qualquer outra profissão, eventuais tragédias também fazer parte do mundo atlético. Relembre três histórias marcantes de atletas profissionais que acabaram morrendo enquanto estavam competindo!

1. Esgrima: Vladimir Smirnov

(Fonte: AFP)(Fonte: AFP)

Vencedor da medalha de ouro na esgrima individual masculina durante as Olímpiadas de Moscou, em 1980, Vladimir Smirnov provou ao mundo todo o seu talento ao se consagrar como um dos esgrimistas mais talentosos do planeta. Em julho de 1982, um acidente acabaria com a sua carreira.

Preparado para defender o título de campeão mundial em Roma, Smirnov se posicionou no tablado para enfrentar o alemão Matthias Behr, também medalhista de ouro nas Olímpiadas de 1976. 

Durante o duelo entre campeões, a espada de Behr terminou perfurando máscara facial de Smirnov e, infelizmente, não parou por aí. A lâmina perfurou a órbita do olho do esgrimista russo e se alojou em seu cérebro. Vladimir desmaiou imediatamente e acabou falecendo nove dias depois.

2. Beisebol: Ray Chapman

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

No dia 16 de agosto de 1920, a história do beisebol norte-americano mudou para sempre. Jogando pelo Cleveland Indians, o rebateror Ray Chapman se preparava no bastão para enfrentar o arremessador Carl Mays, do New York Yankees.

Em um erro individual, Mays atirou uma bola rápida na direção da cabeça de Chapman. Pego de surpresa pelo arremesso, o homem ao bastão não apresentou qualquer reação e foi atingido com toda a força. Como o uso de capacetes ainda era extremamente raro na Major League Baseball (MLB), maior liga dos Estados Unidos, o impacto foi fatal.

Pode-se ouvir o som da bola atingindo o crânio de Chapman pelo estádio. Ele acabou falecendo 12 horas depois do incidente.

3. Futebol: Serginho

(Fonte: UOL/Reprodução)(Fonte: UOL/Reprodução)

Durante o Brasileirão de 2004, São Paulo e São Caetano se enfrentavam pela 38ª rodada da competição quando uma tragédia desolou o futebol nacional. Aos 14 minutos do segundo tempo, Serginho, zagueiro do time do ABC paulista, teve um mal súbito e desmaiou no gramado.

Percebendo a gravidade da situação, os médicos das duas equipes passaram a prestar os primeiros socorros ainda no gramado do Morumbi, rodeado pelos jogadores em desespero. O zagueiro foi levado de ambulância ao Hospital São Luiz, mas não resistiu e foi vítima de uma parada cardíaca aos 30 anos de idade.


Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.