7 fatos essenciais sobre a história do naufrágio do Titanic

No dia 15 de abril de 1912, o colossal transatlântico RMS Titanic colidiu com um iceberg no Oceano Atlântico e ocasionou a morte de mais de dois terços da tripulação de 2,2 mil pessoas. Essa se tornaria uma das tragédias mais famosas de todos os tempos e inclusive seria tema do romance hollywoodiano Titanic (1997), dirigido por James Cameron e protagonizado por Leonardo DiCaprio.

O naufrágio da embarcação se tornou algo tão fascinante para a maioria das pessoas que até hoje procuramos saber mais sobre o tema. Por isso, nós separamos sete fatos históricos que irão te ajudar a ter uma percepção mais completa sobre o acidente do Titanic. Entenda!

1. Marco histórico

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Apesar de hoje o Titanic ser sinônimo de tragédia, nem sempre as coisas foram assim. Antes de sua primeira viagem, a embarcação era celebrada por ser um marco para o avanço tecnológico em 1912. Com mais de 280 metros de largura, o navio era considerado o maior meio de transporte criado por um ser humano no mundo.

Esse seria não só o maior navio de passageiros do planeta, como também o mais largo de todos — construído com 28 metros de largura e pesando mais de 46 mil toneladas.

2. Excesso de luxuosidade

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

O Titanic não foi construído exatamente para as classes menos favorecidas. Boa parte das acomodações do transatlântico eram equipadas com mobílias luxuosas, o que fornecia um visual deslumbrante. Quem viajava de primeira classe poderia desfrutar de banhos de banheira, uma gigante escadaria e um menu de jantar do mais alto nível.

Logicamente, essa experiência não era nada barata. Para se ter ideia, um ticket para andar no navio poderia variar entre US$ 1,7 mil e US$ 50 mil.

3. Viagem inaugural

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Por mais que as expectativas fossem altas para o Titanic, o fracasso da embarcação veio logo em sua primeira viagem. Ao partir de Southampton (Inglaterra) em 1912, o navio posteriormente fez paradas em Cherbourg (França) e Queenstown (Irlanda) antes de rumar para Nova Iorque (Estados Unidos).

Entretanto, a tragédia veio com apenas alguns dias de viagem. A embarcação não estava em alto mar por mais de quatro dias quando naufragou no Atlântico

4. Colisão com o iceberg

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Às 23h40 do dia 14 de abril daquele ano, o Titanic estava circulando a 600 km de Newfoundland (Canadá) quando colidiu com um iceberg no norte do Oceano Atlântico. Enquanto tentava manobrar em velocidade máxima, a embarcação bateu na grossa camada de gelo abaixo da linha d'água. 

Durante o impacto, o gelo abriu um buraco no casco do navio. Então, grandes quantidades de água começaram a entrar pelo rombo. Às 2h20 do dia 15 de abril, o navio afundou completamente no mar gelado, sem que tivesse qualquer barco por perto para prestar ajuda. 

5. Naufrágio lento

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Foram mais de duas horas completas até que o RMS Titanic afundasse por completo. Mesmo assim, nem todos pareciam desesperados. Conforme os relatos descrevem, a banda do navio decidiu continuar tocando mesmo após a colisão na esperança de acalmar os passageiros.

Nesse meio tempo, algumas pessoas conseguiram se direcionar até os barcos salva-vidas para realizar a manobra de evacuação e sair do acidente ainda com vida.

6. Mortos e sobreviventes

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Durante aquela trágica noite, cerca de 1,5 mil pessoas morreram no naufrágio do Titanic. Entre elas, 832 passageiros e 685 membros da tripulação. A taxa de sobrevivência entre passageiros de primeira classe foi de 62%, enquanto diminui para 45% e 25% para a segunda e terceira classe, respectivamente.

Embora muitos tenham morrido dentro do navio e outros congelaram esperando por ajuda com coletes salva-vidas na água, apenas 340 corpos foram recuperados do acidente. No total, foram 706 sobreviventes. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.