Seja o primeiro a compartilhar

7 fatos fascinantes sobre o porquinho-da-índia

Alguns bichinhos são bastante populares no Brasil quando falamos de pets de estimação, e entre eles está o porquinho-da-índia. Além da fofura, curiosamente, vários detalhes a respeito de sua natureza não são muito conhecidos.

Caso esteja interessado em conhecer mais sobre os porquinhos-da-índia, separamos sete curiosidades sobre os roedores.

1. Eles não são da Índia

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Você não leu errado. Apesar de chamarmos esses peludinhos de porquinhos-da-índia, sua origem não é essa. Na verdade, eles são originários da Cordilheira dos Andes, na América do Sul. Outro detalhe é que eles também não são porcos, já que seus dentes são a prova de que estamos falando de roedores.

2. Dentes

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Como acontece com a maioria dos roedores, seus dentes não param de crescer. Dessa forma, é interessante deixar sempre por perto alguns brinquedinhos que ajudem a diminuir esse tamanho, bem como oferecer alimentos que ajudem na saúde dentária do seu pet.

3. Eles comem as fezes

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Por mais que isso possa soar nojento, os porquinhos-da-índia acabam se alimentando, algumas vezes, das próprias fezes. No momento do "número 2", ele é capaz de excretar dois tipos diferentes: uma mais macia, rica em nutrientes essenciais e que eles comem diretamente do bumbum, e outra dura — essa é a que deve ser descartada normalmente no lixo.

4. O porquinhos-da-índia mais velho do mundo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Normalmente um porquinho-da-índia vive entre 4 e 8 anos. Porém, em 1979 foi registrado o caso de um pet dessa raça conhecido como Snowball que viveu um prazo bem maior que esse: 14 anos e 10 meses. Incrível, não é mesmo?

5. Eles já nascem formados

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Curiosamente, os porquinhos-da-índia já nascem formados, diferente de outros roedores. Como ele já vem ao mundo de pelugem completa, dentes formados e olhos abertos, eles são capazes de começar a desbravar sua nova casa poucas horas após o nascimento.

6. Porquinhos da realeza

Diana Spencer, em 1972, com seu porquinho-da-índia. (Fonte: Spen/AL&Camera Press/Redux)Diana Spencer, em 1972, com seu porquinho-da-índia. (Fonte: Spen/AL&Camera Press/Redux)

Um fato curioso entre os amantes de porquinhos-da-índia é que eles já foram adotados como pets por membros da realeza. A rainha Elizabeth I e a princesa Diana, por exemplo, já tiveram esses simpáticos roedores como animais de estimação.

7. Vivem em coletivo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Como acontece com outros grupos de animais, quando estão na natureza, os porquinhos-da-índia costumam ser avistados em grupos de cerca de dez indivíduos. Pelo fato de serem caçados, caso se sintam acuados é natural que fujam e façam um barulhinho parecido com "cuy" — em alguns países da América do Sul, inclusive, esse é um de seus nomes.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.