Seja o primeiro a compartilhar

5 coisas que Griselda da Netflix te ensinou errado sobre a vida da traficante

A série Narcos (2015), protagonizada pelo brasileiro Wagner Moura no papel de Pablo Escobar, obteve um sucesso enorme ao contar a trajetória de ascensão e queda do chefão do tráfico colombiano. Escobar era um criminoso notório e implacável, mas que admitiu ter medo de outra figura no submundo sul-americano: Griselda Branco, uma grande traficante de drogas que ganhou o apelido de "Madrinha da Cocaína".

Por esse motivo, a Netflix decidiu também desenvolver a série Griselda (2024), que conta com a atriz Sofia Vergara no papel de Blanco em seus anos criminais mais ativos, no final dos anos 1970. Contudo, os criadores do show admitiram ter adulterado a linha do tempo dos acontecimentos para deixar o roteiro mais atraente para os espectadores. Pensando nisso, nós separamos uma lista com cinco vezes em que Griselda mentiu para você sobre a história real!

1. Blanco não foi obrigada a dormir com o cunhado

(Fonte: Netflix/Reprodução)(Fonte: Netflix/Reprodução)

A série Griselda, embora mostre Griselda Blanco chegando ao topo do comércio de cocaína na década de 1970, tenta humanizar a personagem ao mostrar os desafios e o sexismo desenfreado sofrido pelas mulheres colombianas naquela época. No primeiro episódio, a protagonista é obrigada pelo marido, Alberto, a dormir com seu cunhado, Fernando, para se livrar de uma dívida.

Posteriormente, ela mata seu marido e foge para Miami com um quilo de cocaína. Contudo, a história envolvendo Fernando foi inventada pelos criadores. E embora pareça que Blanco estava apenas dando os primeiros passos no mundo do tráfico quando tenta encontrar um comprador para seu quilo de droga, a verdade é que ela já era uma grande traficante quando chegou na cidade.

2. Relacionamento anterior

(Fonte: Netflix/Reprodução)(Fonte: Netflix/Reprodução)

Antes de terminar seu casamento com Alberto em um derramamento de sangue, a série retrata o casal como uma típica família colombiana, com três filhos que são obrigados a fugir com a mãe depois que seu pai morre. O que a história da Netflix não conta, no entanto, é que Griselda teve um casamento anterior e que as três crianças não são biologicamente de Alberto, mas sim de seu primeiro marido Carlos Trujillo.

Blanco teria conhecido Trujillo quando tinha apenas 13 anos e já havia cometido seu primeiro assassinato. O homem era um cafetão e falsificador. Assim como Alberto, Griselda também mandou matar seu primeiro marido por conta de um desentendimento comercial.

3. Romance com Dario

(Fonte: Netflix/Reprodução)(Fonte: Netflix/Reprodução)

Embora a série omita a existência de Trujillo, Griselda abre espaço para o homem que se tornaria central na vida de Blanco após o assassinato de Alberto: Dario Sepulveda. Conhecido por ser um assassino violento, a série omite que os dois se conheceram quando ele atirou em três homens enquanto eles jantavam em um restaurante.

Blanco e Sepulveda se casaram em 1978. Em entrevista ao USA Today, o produtor executivo Eric Newman afirmou que a cena não entrou na versão final do programa porque não agregava ao roteiro.

4. Assassinato de Dario

(Fonte: Netflix/Reprodução)(Fonte: Netflix/Reprodução)

Assim como aconteceu com seus relacionamentos anteriores, o casamento de Blanco e Dario Sepulveda também ruiu. Ela era viciada há muito tempo em substâncias derivadas da cocaína, o que aumentou consideravelmente sua insensibilidade e paranoia.

Eventualmente, até mesmo o assassino de sangue-frio Sepulveda se cansou das drogas e da violência, deixando Griselda em Miami para retornar com seu filho para a Colômbia. A série deixa a entender que a fuga de Sepulveda foi bem-sucedida, mas a verdade é que ele foi morto mais tarde a pedido da traficante enquanto seu filho Michael presenciava tudo no banco do passageiro. 

5. Carla não existia

(Fonte: Netflix/Reprodução)(Fonte: Netflix/Reprodução)

Uma das personagens secundárias mais importantes da série é Carla, funcionária de Blanco que teria vindo de Medellín. Ela atua no show como a comparsa inabalável de Griselda no comércio de drogas e é particularmente memorável por suas frases curtas e diálogos rápidos.

No entanto, apesar de sua popularidade crescente entre os fãs do programa, Carla é apenas uma criação fictícia, ao contrário da maioria dos personagens de Griselda.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.