Astronautas planejam visitar asteroide considerado um imenso ímã espacial
137
Compartilhamentos

Astronautas planejam visitar asteroide considerado um imenso ímã espacial

Último Vídeo

O asteroide Psique 16 foi descoberto em 1852, mas foi somente a partir dos anos 1980 que as observações tornaram-se mais claras, revelando que o astro (que tem pouco mais de 200 quilômetros de diâmetro) é composto de 90% de ferro e níquel, sendo apenas 10% de silicatos. Esta composição é muito semelhante à que poderíamos encontrar no núcleo da Terra.

Isso significa que Psique pode ter começado a vida como um pequeno mundo rochoso com um núcleo de metal e um manto de silicato, parecido com o grande asteroide Vesta. No entanto, o também chamado protoplaneta foi perdendo as suas camadas exteriores devido a colisões com outros asteroides.

Os astrônomos acreditam que planetas maiores, como a Terra e Vênus, poderiam ter se formado quando tais mundos nascentes colidiram e se fundiram.

Em uma recente observação, foi constatado que o asteroide está atualmente orbitando o Sol, então ele tem atraído ainda mais a atenção dos cientistas, que estão planejando uma possível visita ao astro para verificar a sua curiosa composição metálica e altamente magnética como um imenso ímã espacial.

Linda Elkins-Tanton, do Instituto Carnegie, apresentou a ideia de uma missão para o Psique 16 em uma reunião da União Geofísica Americana em San Francisco na metade de dezembro de 2013: "Nós nunca visitamos um mundo de metal como esse", segundo foi publicado no New Scientist.

Planejamento da missão

Como o asteroide tem um provável poder magnético muito intenso, a missão a ser realizada para visitá-lo exige ainda mais estudos, principalmente no que diz respeito aos materiais utilizados nas naves ou satélites. "Isso poderia ter um efeito sobre a forma como vamos construir a nave que irá visitá-lo, e as paisagens bizarras que podem ser encontradas no asteroide também soam espetaculares”, afirmou Linda Elkins.

De acordo com os cientistas, visitar Psique pode ser como conhecer o próprio centro do planeta Terra e outros do sistema solar. Segundo o planejamento inicial, a nave espacial que realizará a visita irá orbitar o asteroide durante seis meses, fazendo medições de gravidade do mundo de metal, além de sua composição e topografia.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.