Humanos já mataram quase a metade das árvores do planeta, conclui estudo

A ação do homem é responsável por muitos problemas no planeta. Já listamos alguns prejuízos causados ao meio ambiente pela raça humana aqui no Mega Curioso, como os animais incríveis que estão perto da extinção, os 10 peixes que estão destruindo a Terra, entre outros. Pois bem, a informação que trazemos agora tem a ver com a nossa influência e não é nem um pouco boa. Os homens já desmataram quase metade das árvores existentes no planeta desde o início de sua existência neste mundo. Além disso, os números anuais que envolvem essa questão são assustadores e foram revelados por um estudo publicado no jornal Nature, nesta semana.

O site Gizmodo fez uma análise do estudo e mostrou algumas das conclusões obtidas, além de números finais estimados. Entre os resultados, o principal demonstra que a quantidade de árvores no planeta reduziu 46% desde o início da existência do homem por aqui. Ainda assim, há aproximadamente 3,04 trilhões de árvores na Terra, o que resulta em 422 árvores por pessoa. Entretanto, o estudo também concluiu que 15,3 bilhões de árvores são retiradas do planeta todos os anos, sendo que a perda maior ocorre nos trópicos. O problema é que essa região é justamente a que detém a maior parte das florestas da Terra, com cerca de 1,39 trilhão de árvores existentes.

Com os programas de reflorestamento em algumas regiões temperadas, o prejuízo causado pelos desmatamentos reduz para 10 bilhões de árvores por ano no mundo. Em entrevista ao site The Guardian, o autor principal do estudo, Thomas Crowther, da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, afirma que o impacto humano observado é “astronômico”, tendo em vista que são mais de três trilhões de árvores que foram retiradas da Terra. O pesquisador também destacou que nós conseguimos perceber as consequências desse impacto para o clima e para a nossa própria saúde com a retirada de metade das árvores do planeta. Logo podemos imaginar o quanto pode ser prejudicial com os prováveis aumentos desses números.

O mapa que representa a densidade de árvores no mundo com a escala de um pixel para quilometro quadrado

“Eu não esperava que a atividade humana fosse responsável pelo controle maciço da densidade de árvores por todos os tipos de habitat do planeta. É o maior regulador do número de árvores em quase toda a Terra. Isso ressalta o quão grande é o impacto dos humanos sobre a Terra em uma escala global”, enfatizou Crowther. Além disso, ele menciona que outro ponto preocupante é observar esse estudo e calcular o tamanho do esforço que precisaríamos para restaurar a vida florestal do mundo.

Há uma boa notícia nos dados levantados pelo estudo: o número de árvores existentes no planeta ainda é sete vezes maior do que a estimativa anterior previa. De qualquer forma, o alerta está ligado, pois árvores são extremamente importantes para os nossos ecossistemas. Além de nos proporcionar comida e matéria-prima, elas também limpam as nossas águas e mantêm nossos solos férteis.

Outro benefício que elas oferecem ao planeta é justamente o controle dos efeitos da alteração climática, absorvendo uma parcela enorme das emissões de carbono todos os anos. Logo, um planeta sem árvores será um planeta naturalmente incapaz de reter carbono e manter a estabilidade do clima; consequentemente, afetará a nossa própria segurança.

O estudo

A conclusão foi alcançada com base em modelos de um quilômetro quadrado que previam a densidade de árvores do planeta. O estudo foi conduzido por todos os continentes, exceto a Antártida, coletando mais de 429,7 mil medições de densidade de árvores. As informações eram provenientes do solo e foram combinadas com dados oriundos de satélite, sobre o clima, topografia e o uso da terra por humanos.

Na sua opinião, o que cada um pode fazer para evitar que o desmatamento mundial cresça? Dê as suas sugestões no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.